Grandes mudanças a Karma estão em teste no PBE para atualização 11.16 do LoL

Mas não se sabe se elas serão mesmo lançadas na semana que vem.

Imagem via Riot Games

A prévia da atualização 11.16 de League of Legends, na semana passada, listou muitos campeões que seriam fortalecidos e enfraquecidos. Mas parece que a Riot deixou um nome de fora.

Spideraxe, moderador do Surrender at 20, explicou detalhes das mudanças que serão feitas a Karma, atualmente em testes no PBE do LoL, dizendo que os enfraquecimentos buscam reduzir os poderes da campeã a nível profissional.

Se as mudanças forem implementadas, a passiva de Karma, Ímpeto Ardente, não reduzirá mais o tempo de recarga de Mantra (R) com ataques básicos. Acertar um campeão inimigo com uma habilidade ainda reduzirá o tempo de recarga de Mantra, mas sempre por cinco segundos em vez de 2/3,5/5.

O custo de mana do Q de Karma será reduzido de 55 para 45, seu tempo de recarga alterado de 9-5 segundos para 8-6 segundos e seu dano base reduzido nos primeiros níveis. O Q fortalecido causa mais dano base, no entanto, de 25-175 para 40-220. O bônus de velocidade de movimento no E de Karma passa a ser de 40%, em vez de 40-60%, mas seu escudo vai aumentar nos níveis mais altos. E o E fortalecido só concede 30% de velocidade de movimento ao alvo principal e 12% de velocidade de movimento a aliados próximos.

Esses ajustes parecem fazer com que Karma fique mais acessível a todos os jogadores, além de tirar um pouco do poder que a campeã adquire nas mãos de jogadores dos níveis mais altos. O poder dela no início do jogo e como suporte será reduzido, mas a recompensa por acertar ataques aprimorados será maior.

Já que Karma não apareceu na prévia da atualização na semana passada, é possível que suas mudanças só sejam implementadas em outra atualização. No entanto, como os ajustes já estão em testes no PBE, pode ser que ainda apareçam na atualização 11.16. Os funcionários da Riot estão de férias coletivas nesta semana, então a atualização 11.16 só será lançada em 11 de agosto.

Artigo publicado originalmente em inglês por Andreas Stavropoulos no Dot Esports no dia 04 de agosto.