OG.Topson: “Quase todos os jogadores da trilha do meio são muito egoístas”

Conversamos com o residente da OG e o único jogador com uma taxa de vitória na TI de 100% sobre a nova equipe de jogadores da OG, seu estilo de jogo único e, claro, memes.

Foto via EPICENTER

Este artigo foi trazido pelo StatBanana, a melhor ferramenta de estratégia de Dota 2.


Embora a OG tenha pulado os dois primeiros Majors do Dota Pro Circuit 2019-20, eles completaram confortavelmente as eliminatórias da ESL One Los Angeles Major. Com tantas equipes de primeira linha optando por fazer uma pausa no início da temporada, é chocante ver quão variados os resultados foram.

Team Secret estreou na DreamLeague Leipzig Major e venceu tudo. A Nigma ainda está em processo de recuperar sua forma após uma longa e exaustiva jornada por vários torneios que culminaram em resultados extremos, como uma varredura reversa contra a Secret no WePlay! Mad Moon e jogando um jogo crítico de eliminação contra a Alliance. O PSG.LGD ainda não saiu das eliminatórias da China.

Até Topson ficou surpreso com a rapidez com que a OG conseguiu voltar às suas vitórias. O time perdeu apenas um jogo contra a Team Liquid, destruindo todo o resto.

“Eu pensei que levaria muito mais tempo para nos unirmos como uma equipe”, disse Topson à Dot Esports. “Mas sinto que nos conectamos facilmente e que não tivemos grandes problemas.”

Os recrutas da OG não foram as únicas novas adições. Topson abraçou o mais recente herói do Dota 2 no Void Spirit e provou ser uma força temível, com uma taxa de vitória de 100% após as eliminatórias do ESL One Los Angeles Major. O único outro herói que Topson jogou várias vezes foi Ember Spirit, que ele usou em duas derrotas.

Void Spirit e liberdade de escolha

Topson reconheceu que o Void Spirit era “muito poderoso” e que “se encaixa no estilo de jogo [da OG]”. A estrela da trilha meio também confirmou que a ênfase da OG em escolher o herói pela primeira vez foi sua idéia, acreditando e valorizando o Void Spirit sobre seus irmãos espirituais porque ele tem “menos fraquezas durante o estágio inicial e é mais difícil de punir”.

A reformulação da equipe e os jogadores aposentados viram a melhor equipe do mundo ter uma nova aparência, mas seu estilo de jogo altamente agressivo e divertido permanece ativo por um de seus jogadores restantes: Topson.

Não seria possível sem a alegre positividade radiante da OG.

“Uma das minhas maiores preocupações quando ingressei na OG era que não conseguiria me expressar e seria forçado a jogar de uma maneira que não acredito”, disse Topson. “Fiquei tão feliz quando nos juntamos e começamos a conversar sobre o jogo e percebi que eles realmente queriam saber como eu vejo o Dota.”

Essa atitude continuou afetando a nova equipe. A OG confiou em Topson o suficiente para priorizar continuamente o herói e permitiu que ele o interpretasse da sua maneira brilhante e única.

Agressividade até as últimas

A agressividade sempre tem um lugar no Dota 2. A trilha do meio costumava ser um campo de batalha de muita agressividade, reservada aos jogadores com mais habilidades mecânicas que podiam virar o jogo de outras trilhas com embocadas. Nos últimos anos, o núcleo ganancioso da trilha meio aumentou em popularidade, enquanto jogadores com menor prioridade de farm, como o offlane e o suporte, aumentaram sua agressividade.

Faz sentido. Por que colocar um herói com maior chance de conseguir ouro e níveis em situações perigosas? Invasões agressivas com a trilha do meio significa que a equipe tem uma chance maior de sucesso, mas pode perder muito mais se morrer. De qualquer forma, é um estilo de jogo de alto risco, mas que Topson adotou e aperfeiçoou.

As jogadas de Topson são divertidas, e tão brilhante é a maneira como ele usa as várias provocações do jogo para obter a máxima eficiência. O contraste entre as diversas provocações que gera em jogo e seu comportamento geralmente silencioso não poderia ser mais acentuado. Isso levou os fãs a lhe darem diversos apelidos.

Felizmente, o jogador gosta deles. “Estou gostando dos apelidos”, disse Topson. “Eles são apenas memes engraçados e sempre é bom quando os fãs se importam.”

Em certo sentido, Topson é talvez o verdadeiro bastião da tradicionalidade aqui. Por que ele faz isso agora, quando tantos no Dota 2 moderno deixaram de fazer?

“Acredito que dar o primeiro passo é sempre melhor do que reagir ao que seu inimigo faz”, disse Topson. “Dessa forma, eles estão fora de sua zona de conforto… quase todos os jogadores do meio são muito egoístas e não entendem como o Dota realmente deve ser jogado. É um jogo de equipe e não importa qual o seu papel, você sempre deve pensar no que é melhor para o seu time.”

O jogador admitiu que “às vezes está farmando seus itens”, mas ele reiterou que o que torna o Dota 2 “belo, é que ele sempre oferece mais opções”.

Os velhos tempos

Topson entrou em cena com sua vitória na TI8, mas não foi a primeira vez que ele ficou no topo. Seis anos atrás, Topson jogou só com o Earth Spirit e se tornou o jogador com o maior MMR. 

Quando o Earth Spirit foi lançado em 2013, estava escandalosamente quebrado. Embora o ex-companheiro de equipe JerAx possa ser o amante mais famoso do Earth Spirit, Topson e sua afinidade com os heróis Spirit voltou.

Ao contrário das tabelas de classificação convenientes e dos números intermitentes que significam a classificação de um jogador que temos agora, a conquista de Topson foi apenas um pontinho no radar. Ninguém, nem mesmo ele, poderia ter previsto o sucesso que o seguiria.

“Lembro-me dos dias do Earth Spirit”, ele lembrou. “Naquela época, eu não tinha nenhuma intenção de me tornar profissional, porque pensei que era apenas um sonho irreal”.

Topson adorou o jogo e continuou jogando independentemente. Se não fosse por seus irmãos, talvez não tivéssemos o prazer de vê-lo jogar no profissional.

“Meus irmãos pensaram que eu tinha a habilidade de tentar me profissionalizar”, disse Topson. “Adorei jogar Dota mais do que fazer qualquer outra coisa, por isso foi uma escolha muito fácil no final.”

O que vem depois da TI10?

No entanto, seu amor por Dota 2 não é eterno. Em um segmento de entrevista com a Red Bull, Topson mencionou que se sentiu desmotivado após a TI9. Ele não é o primeiro jogador a se sentir assim depois de levantar a maior conquista de um profissional do Dota 2 e provavelmente não será o último.

No entanto, após o longo intervalo, ele decidiu voltar. Enquanto o velho clichê costuma dizer “a terceira é a que vale”, o terceiro Internacional de Topson fará pouco para diminuir a jornada extraordinária que ele tem. Se ele vencer, sua lenda continuará a crescer.

Será que a desmotivação sairá da cabeça depois da TI10? Mesmo Topson não pode ver isso no futuro.

“Agora, é hora de se concentrar em Dota“, disse Topson. “Quando tudo estiver pronto, é hora de fazer planos.”

Concentrar no Dota 2, com certeza. Afinal, é a habilidade pródiga de Topson que mantém os fãs voltando por enquanto. Você pode assistir Topson e OG no ESL One Los Angeles Major a partir de 15 de março.

Artigo publicado originalmente em inglês por Dexter Tan Guan Hao no Dot Esports no dia 28 de fevereiro.