Ranque dos melhores agentes de VALORANT

Sage finalmente deixou seu lugar de destaque no meta.

Imagem via Riot Games

Skye foi lançada em novembro e se juntou ao jogo competitivo e classificado do VALORANT algumas semanas depois, junto com o lançamento um tanto difícil do Ato III. Mas o meta de VALORANT não viu mudanças drásticas neste segundo semestre. E pelo que a Riot mostrou com as mudanças de balanceamento da atualização 1.11, bem como o lançamento de Skye e Icebox, provavelmente não mudará tanto antes de 2021, mesmo que os pontos de alguns agentes no meta tenham mudado. 

O início dos torneios First Strike em várias regiões ao redor do mundo e uma primeira visão dos 100 melhores da América do Norte e da Europa deram mais informações sobre quais agentes estão dominando o meta de VALORANT.

Aqui estão nossas classificações para os agentes mais poderosos no Ato III de VALORANT.

1) Omen

Esta imagem tem um atributo alt vazio;  o nome do arquivo é Omen-1.jpg
Screengrab via Riot Games

Omen está em toda parte desde o segundo semestre. Ele domina as classificações do VALORANT, bem como as estatísticas competitivas. Em torneios First Strike da Europa e da América do Norte, ele possui a maior taxa de escolha de todos os agentes com uma taxa de 98 por cento esmagadora na América do Norte e uma taxa de 95 por cento na Europa, de acordo com o VLR.GG.

Omen é o único agente controlador que tem um ponto forte no meta, ao contrário de Viper e Brimstone. Ele é versátil com a capacidade de carregar uma rodada sozinho com uma ultimate na hora certa, ajudar seus companheiros com sua fumaça poderosa e girar rapidamente ao redor do mapa com um teletransporte. Ele é um agente obrigatório em todas as composições. Entretanto, Omen não é fácil de se jogar. Sua ultimate é uma espada de dois gumes que tanto pode causar uma morte instantânea ou a morte de todo o time inimigo.  

2) Jett

Screengrab via Riot Games

Dos 10 jogadores mais bem classificados no VALORANT da classificação Europeia, em setembro, cinco eram jogadores de Jett, o que diz muito sobre o seu poder nas classificadas. Ela também ostenta a ultimate mais popular em várias regiões. Jett é a duelista mais forte em partidas classificadas com um poderoso coquetel de mobilidade, agressão e controle. Nos torneios First Strike de novembro, ela também foi a duelista mais escolhida, de acordo com o VLR.GG.

Ela é a escolha ideal para jogadores que gostam de sair na frente em vez de ficar para trás e ajudar o time. Suas habilidades permitem que ela alcance locais únicos nos mapas e jogue com verticalidade, que é um elemento central do mapa mais recente, o Icebox. Ela também oferece alguma utilidade com três fumaças que duram cerca de 10 segundos. Sua passiva, que permite que ela flutue após um salto, é outra maneira de criar jogadas. Jett é incrivelmente divertida de jogar, mas também difícil de usar em todo o seu potencial. Jett é mais poderosa em posições de risco, embora ela possa ser morta com o menor erro.

3) Sova

Screengrab via Riot Games

Sova é um agente versátil, o que o torna um recurso valioso tanto em jogos competitivos quanto em partidas sem classificação. Ele pode ser escolhido em quase todas as situações e pode se encaixar em vários estilos de jogo. Sua habilidade revela todos os inimigos no raio de seu sonar e pode descobrir quando os inimigos estão atacando assim que a rodada começa. Além disso, as três cargas de sua ultimate podem eliminar uma equipe quando eles estão presos em um ponto de estrangulamento, causando dano significativo a longa distância.

O iniciador não está no melhor lugar no meta agora. Ele está sendo ofuscado por Skye e Breach, principalmente porque ele não é forte em Split em comparação com os outros mapas, enquanto Skye é mais versátil. Embora Sova ainda tenha um lugar forte no meta de VALORANT, Skye pode ofuscar ele assim que os jogadores a desbloquearem e descobrirem seu potencial, semelhante aos lançamentos anteriores.

4) Cypher

Screengrab via Riot Games

Cypher tem sido o agente mais consistente no meta desde o lançamento do jogo. Ele estava no topo da lista de todos e em quase todas as partidas desde o lançamento, mas seu enfraquecimento recente pode ter mudado isso. Na última atualização, quando ele morre, suas armadilhas e câmera são revelados e depois destruídas. Isso o obriga a ficar para trás e não tentar fazer combates mais cedo, porque sua morte agora é mais arriscada para seus companheiros de equipe.

Sua maior força é reunir o máximo de informações possível sobre a posição do inimigo com suas armadilhas, câmera e a poderosa ultimate. Suas armadilhas são fáceis de usar e versáteis. Os inimigos são revelados assim que pisam nelas e só podem destruí-las silenciosamente usando uma faca. Assim que eles destruírem as armadilhas, Cypher receberá um aviso. A câmera de Cypher também pode ser colocada em vários pontos poderosos em cada mapa e revelar os oponentes se ele lançar um dardo neles. Mas para ficar discreto, Cypher sempre pode chamar as posições dos inimigos sem mirar neles para manter sua câmera segura. 

5) Reyna

Imagem via Riot Games

Reyna é uma das maiores ganhadoras da atualização mais recente, ganhando mais popularidade desde seu lançamento. Sendo uma duelista, ela jogou em muitas partidas classificadas e em todos os níveis. Ela também viu uma taxa de escolha maior em torneios First Strike desde a atualização 1.12, de acordo com o VLR.GG. Ela se encaixa bem no meta, que está se tornando mais agressivo. Reyna é particularmente popular em jogos classificados porque ela pode carregar um jogo sozinha. Seu kit de duelista favorece a bola de neve sem ser complicado de usar com colegas de equipe, porque suas habilidades não podem ter um impacto negativo sobre seus aliados, ao contrário do flash de Phoenix, por exemplo.

Reyna é feita para abater. Seu kit a ajuda a abater após prejudicar a visão do inimigo e então ela se torna mais forte usando as orbes criadas pelos cadáveres de suas presas. Ela não pode ser forte nas mãos de todos os jogadores, no entanto. Se ela jogar de forma passiva ou ficar para trás, não terá nenhuma utilidade no jogo.

6) Breach

Screengrab via Riot Games

Breach tem habilidades com o tema terremoto que ajudam sua equipe a obter o controle do mapa. Suas habilidades são efetivas apenas a curta distância, entretanto, e o jogador de Brech tem que saber exatamente onde seus inimigos estão, sem se colocar em risco para usá-los em seu melhor potencial. Em jogos de alto nível, ele se torna uma grande ameaça porque se destaca pela comunicação eficiente e bom conhecimento dos mapas.

Ele é popular em partidas competitivas e jogos com classificação de alto nível, especialmente em Split, onde sua taxa de escolha dispara em oposição à de Sova devido aos numerosos cantos e pequenos corredores que o mapa apresenta. Ele se tornou tão escolhido quanto Sova desde seus fortalecimentos na atualização 1.07 e 1.11. Em partidas de baixo e médio Elo, Sova ainda o ofusca. E o lançamento de Skye pode ter trazido outro competidor que pode tomar seu lugar no meta no futuro.

7) Skye

Imagem via Riot Games

Embora seja muito cedo para saber exatamente como Skye se encaixará no meta ao longo do tempo, seu kit mostra uma boa promessa. Como iniciadora, ela tem um poderoso flash para enfrentar inimigos ou se salvar de uma troca ruim, bem como uma forte cura em área. A única desvantagem é que ele não cura a si mesma. Embora seu animal explorador possa ser difícil de usar porque ela precisa controlá-lo, semelhante ao drone de Sova, sua ultimate envia caçadores que encontrarão os oponentes por si mesmos.

Ela parece estar ofuscada por Breach e Sova, entretanto, que continuam sendo os agentes iniciadores mais populares em VALORANT. Mas isso pode mudar no futuro.

8) Raze

Imagem via Riot Games

Raze fez barulho desde seu lançamento em VALORANT. Suas habilidades complementam fortemente suas armas, oferecendo um bom controle de área. Ela era muito poderosa quando foi liberada alguns meses atrás, mas então a Riot a enfraqueceu. Agora, ela perdeu seu lugar de destaque no meta e se tornou mais uma escolha situacional. Com poderosas habilidades de controle de área, ela brilha em mapas com muitos cantos e pequenos caminhos. É por isso que ela é uma escolha obrigatória em Split e forte em Bind. Sua taxa de escolha cai drasticamente em outros mapas, no entanto.  

Raze é principalmente combatida por sentinelas. Ela provavelmente ficará mais forte, já que esse tipo de agente, Killjoy e Sage, perdeu algum poder com os enfraquecimentos e as tendências do meta atual, o que não os coloca no seu melhor.

9) Phoenix

Screengrab via Riot Games

Como duelista, semelhante a Jett, Phoenix tem o kit de um típico jogador solo que busca boas jogadas. Seu poder reside na versatilidade de suas habilidades, já que ele pode cegar inimigos, queimá-los enquanto se cura, bem como criar uma gigantesca parede de chamas. Ele pode mudar o estilo de jogo em uma rodada sendo útil para seus companheiros de equipe e, em seguida, flanqueando os inimigos usando sua ultimate, que permite que ele jogue sem correr nenhum risco.

Ele tem sido popular nas classificações desde o lançamento de VALORANT, mas perdeu seu lugar de destaque no meta de baixo e médio Elo após o lançamento de Reyna, que tem se tornado cada vez mais popular desde o segundo semestre. Embora ele ainda seja escolhido por muitos jogadores ansiosos para carregar sozinho seus jogos classificados, ele ostenta a ultimate mais popular nos Estados Unidos, ele não é visto em muitas partidas competitivas e jogos classificados com alto Elo em parte porque suas habilidades ultimate e outras são fáceis de prever. 

Phoenix foi o agente duelista menos escolhido nos torneios First Strike. Isso pode mudar no futuro, entretanto, uma vez que a mecânica do flash ficou mais forte após a liberação de Skye e o fortalecimento de Breach.

10) Killjoy

Imagem via Riot Games

Killjoy tem dificultado os desenvolvedores da Riot com erros de quebra de jogo em sua ultimate e torretas. Mas agora, isso parece ser história. Além de consertar erros vinculados a ela, os desenvolvedores também a enfraqueceram várias vezes. Na atualização 1.11, seu robô de alarme recebeu uma mudança de balanceamento, mas não está claro se isso fez diferença na frequência com que ela será escolhida. 

Ela teve um enfraquecimento indireto, no entanto, com o meta sendo focado em flashes com o lançamento de Skye. Flashes são o maior contra para suas torretas, junto com fumaça, o que torna Phoenix e Breach agentes ameaçadores, e eles estão em ascensão neste meta. Ela também é mais forte na defesa do que no ataque, o que a torna ainda mais situacional. Sua taxa de escolha permanece em torno de 30 por cento nos torneios First Strike de todas as regiões, de acordo com o VLR.GG.

11) Sage

Screengrab via Riot Games

A Riot conseguiu: Sage finalmente saiu do meta. Ela dominou todos os jogos em VALORANT desde que o jogo foi lançado e a Riot a atingiu com incontáveis enfraquecimentos para colocá-la fora do meta. A atualização 1.11 foi o prego no caixão, embora com a libertação de Skye, que é o segundo agente com a capacidade de curar aliados. 

Sage desapareceu das partidas competitivas, mas ela ainda é escolhida em alguns jogos classificados por jogadores dedicados. Sua parede ainda é uma habilidade poderosa e sua ultimate não tem comparação, mas ela se tornou mais situacional. 

12) Viper

Screengrab via Riot Games

Ao contrário de Sage ser incansavelmente enfraquecida desde o lançamento de VALORANT, Viper recebeu nada menos que quatro fortalecimentos. Mesmo assim, ela não encontrou seu lugar no meta. Ela é altamente situacional, sendo escolhida apenas em Split em competições, de acordo com sua taxa de escolha abismal em torneios First Strike. Este mapa oferece inúmeros pontos de estrangulamento e pequenos corredores que a tornam forte, mas esse é o único campo de batalha que ela pode dominar.

As atualizações da nova temporada não mudaram esta situação e Viper ainda pertence ao final da lista. Ela pode ficar lá por um tempo também.

13) Brimstone

Screengrab via Riot Games

Apesar de ter um kit útil com muitas fumaças e uma ultimate em área com muitos danos, o controlador não pareceu encontrar seu lugar no meta atual. Suas fumaças não podem competir com as de Omen e sua ultimate é muito difícil de usar em jogos, pois os oponentes precisam estar juntos em uma pequena área para que funcione. Mas nesta área, Raze tem mais possibilidades. A Riot tentou torná-lo mais forte com fortalecimentos, mas não conseguiu.

Além disso, suas habilidades exigem uma boa comunicação para funcionar, o que o torna fraco na fila solo e em situações de classificação. Ele também é praticamente inexistente em competições, sendo escolhido apenas no Bind em torneios First Strike da América do Norte e Europa com uma taxa de escolha de menos de 5%.


O Ato III de VALORANT não terminará até o início de 2021. Alguns agentes certamente se tornarão mais populares do que outros, o que pode afetar sua classificação nesta lista, e Skye provavelmente receberá mais ajustes conforme os jogadores descobrirem seus pontos fortes no jogo. A introdução do mapa mais recente Icebox nas competições também pode mudar o poder dos agentes mais tarde. 

O artigo original será atualizado com qualquer alteração ou adição de novos agentes no VALORANT.

Artigo publicado originalmente em inglês por Eva Martinello no Dot Esports no dia 27 de novembro.

Explore the Next-Gen Consoles, Hot New Games, Featured Gaming Deals, Lightning Gaming Deals, and Much More.