Fraquezas e melhores Pokémon para enfrentar à forma confinada de Hoopa no Pokémon Go

Este Pokémon Mítico é a epítome de um canhão de vidro.

Imagem via Niantic

O Pokémon Travessura, Hoopa, está finalmente fazendo sua estreia no mundo de Pokémon Go após as travessuras que vem causando desde o Pokémon Go Fest 2021. Os jogadores logo poderão colocar as mãos neste Pokémon Mítico e descobrir quantos truques Hoopa pode causar em batalha.

Os jogadores podem encontrar Hoopa em sua forma confinada por meio da nova Pesquisa Especial disponível na Temporada de Travessuras após completar as primeiras páginas de tarefas. Como a maioria dos Pokémon Míticos vinculados à Pesquisa Especial anterior, o Hoopa poderá ser obtido com um PC que o permite competir em quase todas as copas na Liga de Batalha Go. No entanto, extrair todo o seu potencial exigirá uma quantidade exponencialmente grande de Doces Raros.

Em sua forma confinada, Hoopa é um Pokémon do tipo Fantasma e Psíquico, uma combinação compartilhada com apenas alguns Pokémon Lendários selecionados. Embora a combinação de tipos seja incomum, ela possui uma miríade de fraquezas que fazem de Hoopa um canhão de vidro capaz de causar danos tremendos, mas incapaz de receber muitos golpes.

Devido ao seu tipo e baixa defesa, Hoopa tem dificuldade imensa contra ataques do tipo Fantasma e Sombrio, ambos causando quatro vezes o dano supereficaz. Pokémon lendários e míticos como Darkrai, Mewtwo e Yveltal possuem poderosos ataques do tipo Fantasma ou Sombrio que tornarão Hoopa inútil. Pokémon mais comuns como Gengar, Umbreon e Hydreigon podem facilmente acabar com Hoopa com um ataque oportuno quando um escudo de proteção não estiver disponível. Mesmo ataques não supereficazes são perigosos para Hoopa devido às suas defesas significativamente baixas.

Embora este Pokémon Mítico tenha muitas desvantagens, sua alta estatística de ataque e grande variedade de Ataques Rápidos e Carregados tornam-no um dos melhores causadores de danos psíquicos e fantasmas hiperofensivos em todo o Pokémon Go.

Artigo publicado originalmente em inglês por Ethan Garcia no Dot Esports no dia 04 de setembro.