Riot revela Sessions, um álbum instrumental de 37 músicas que podem ser usadas por streamers

O Dot Esports conversou com Toa Dunn, diretor de música da Riot, para discutir o projeto.

Imagem via Riot Games

A Riot Games lançou hoje seu novo projeto musical, Sessions: Vi, criado com vários músicos e instrumentistas experientes, como Chromonicci, Junior State, Laxcity, Tennyson e muito mais.

O álbum é uma experiência instrumental de 37 faixas, com foco em batidas calmas e músicas tranquilas, sem letra, e se distancia dos outros projetos musicais da Riot como algo único. A empresa nunca tinha feito um projeto desse tamanho e duração antes. Além disso, Sessions: Vi representa um novo nicho da indústria musical, pois todo o catálogo é completamente seguro para streamers e produtores de conteúdo usarem no fundo de suas transmissões e outras formas de conteúdo.

“Vimos como a música pode ser uma questão difícil para os produtores de conteúdo”, explicou Toa Dunn, diretor de música na Riot Games, ao Dot Esports. “A indústria da música está começando a entender como os fãs são e nós queríamos ajudar nossos jogadores, fãs e comunidades. Sabemos que está sendo difícil para eles e gostaríamos de criar uma oportunidade de entregar algo com valor.”

O projeto, segundo a Riot, “é o resultado de uma promessa que a Riot Games Music fez há um ano: criar músicas novas que seriam gratuitas e seguras para usar em transmissões — algo que ajuda a aliviar parte dos problemas que streamers e produtores de conteúdo de todo o mundo vêm enfrentando com a questão do copyright”.

Sessions: Vi é o primeiro volume da série Sessions da Riot e já foi confirmado que outros volumes estão em desenvolvimento. Esse primeiro álbum da série foi criado com Vi, campeã do universo de League of Legends, em mente, e também recebeu seu nome. Fãs de LoL reconhecem Vi como uma personagem calorosa, dedicada e forte que defende seu lar, Piltover, mas o álbum a retrata de uma forma diferente e mais relaxada.

“Queremos investir nisso e aprender com isso”, disse Dunn. “Há muitos rumos que um projeto como esse pode tomar. As possibilidades em estética, sonoridade e direcionamento são infinitas. Se as coisas continuarem acontecendo de uma forma tão boa, consigo ver outros projetos como Sessions sendo desenvolvidos.”

Sessions: Vi é o primeiro álbum inteiro lançado pela Riot nos serviços de streaming desde Warsongs, álbum de remixes lançado em 2016. A equipe de música da Riot cresceu bastante desde então. A empresa expandiu suas fronteiras musicais com projetos de destaque como True Damage e K/DA, além de parcerias com outras empresas do ramo, como o Spotify.

“Estamos sempre expandindo o que a música significa para nós. Amamos trabalhar com isso. Vamos continuar expandindo durante este ano e no futuro”, declarou Dunn. “É bom que fiquem de olho no que vamos criar. Somos apenas a ponta do iceberg em termos do poder que a música tem. Estamos empolgados para ver o que a música pode fazer para nossos jogos e esports e as comunidades que os apoiam.”

Sessions: Vi está disponível na íntegra em todas as grandes plataformas de streaming de música, incluindo Spotify, Apple Music e YouTube.

Artigo publicado originalmente em inglês por Michael Kelly no Dot Esports no dia 02 de julho.