Riot define objetivos de curto e longo prazo para combater comportamentos que comprometem jogos em League of Legends

A enorme toxicidade na fila solo atrapalhou os membros da comunidade da maneira errada.

Imagem via Riot Games

O ex-profissional de League of Legends, Voyboy, chamou a atenção da Riot Games por sua falta de ação em relação à toxicidade e discutiu o “estado triste” da fila solo no início desta semana. E agora, a Riot se pronunciou.

O diretor de jogos da Riot, Andrei “Meddler” van Roon, descreveu as mudanças para abordar o comportamento tóxico na publicação de hoje no blogue sobre desenvolvimento. A empresa criou metas de curto e longo prazo para combater a toxicidade e melhorar a experiência dos jogadores.

Andrei van Roon on Twitter

Game Ruining Behavior. TLDR: Now – Improvements to reporting and report notifications Soon – Report in Champ Select After that – Testing better automated detection Ongoing – Monthly comms about it https://t.co/ieuJFxW80G

Uma mudança imediata sendo testada nos servidores NA são os ajustes no sistema de reporte e notificações. Anteriormente, os jogadores só recebiam um relatório de feedback instantâneo se a punição entrasse em vigor imediatamente após o jogo e se fosse para a categoria pela qual denunciaram alguém. Isso não retratava com precisão o número de jogadores punidos, já que as notificações eram “substancialmente menores”, de acordo com Meddler.

Agora, os jogadores serão notificados sobre uma punição, independentemente da categoria pela qual denunciem alguém. E se uma dúzia de jogos passar antes que os infratores sejam punidos, você ainda será notificado.

A Riot também tem uma meta de curto prazo que visa especificamente combater o mau comportamento na Seleção de Campeões, a partir do final do segundo trimestre. Como existem poucas maneiras de lidar com trolls nas salas, além de se esquivar da partida, a Riot permitirá que você denuncie esses jogadores na tela de seleção. Depois que a equipe de desenvolvimento obtiver dados suficientes para “identificar diferentes tipos de comportamento com precisão”, eles implementarão um sistema de punição.

Um objetivo moderado delineado por Meddler será reexaminar a troca entre a detecção rápida e os falsos positivos.

“Qual é uma taxa aceitável de proibições incorretas se resultar em uma queda perceptível da toxicidade?” Meddler disse. “Vale a pena banir acidentalmente um jogador que estava realmente tentando por duas semanas se isso significar que 19 trolls também serão banidos?”

Como é difícil determinar se um jogador tem uma intenção branda ou simplesmente está tendo um jogo ruim, a Riot depende dos relatórios e da detecção automática. Mas muitos jogadores podem denunciar colegas de equipe por morrerem muito, mesmo que eles estejam realmente tentando ganhar. Isso torna difícil para o sistema de relatórios determinar se uma proibição temporária é justificada.

A Riot atualizará a comunidade sobre essas alterações “dentro de um mês”.

Artigo publicado originalmente em inglês por Andreas Stavropoulos no Dot Esports no dia 08 de maio.