Mineradores de dados descobrem possíveis habilidades de Seraphine, do LoL, em arquivos do Wild Rift

As informações vazadas sugerem que a próxima campeã do LoL é uma feiticeira suporte.

Imagem via Riot Games

Depois de vários meses de prévias de Seraphine, a misteriosa nova campeã de League of Legends, parece que há novas descobertas em relação a suas habilidades.

Um minerador de dados descobriu habilidades sem nome para Seraphine, que aparece como “Hero 10034” em um arquivo do beta aberto de Wild Rift, versão mobile do LoL.

Aparentemente, a passiva dela envolveria uma mecânica nunca vista no jogo, um “Echo” (“eco”) em que cada terceiro ataque básico seria duplicado. Ela também usa uma mecânica ainda não especificada chamada “notes” (“bilhetes”), segundo as informações encontradas. Quando Seraphine usa uma habilidade, ela supostamente passa um bilhete para os campeões aliados próximos. Cada bilhete concede dano mágico adicional a ela e alcance adicional no próximo ataque básico da campeã.

O Q dela parece ser uma habilidade em área que causa dano mágico com base em uma porcentagem de vida perdida do inimigo, causando o máximo de dano possível quando o inimigo fica abaixo dos 5% de vida. Já o W seria uma espécie de escudo para ela mesma e para os aliados, que concede velocidade de movimento adicional. Mas o interessante é que, se Seraphine já tiver um escudo ativo ao conjurar a habilidade, seus aliados serão curados em 5% da vida perdida deles em vez de receber o escudo, segundo as informações dos mineradores de dados.

O E da campeã parece ser sua principal fonte de controle de grupo. Aparentemente, é uma habilidade de dano mágico e lentidão que dura quatro segundos e, se for usada em um inimigo que já sofreu lentidão, ele será enraizado. A ultimate, talvez a mais interessante das habilidades, usa um tipo de controle de grupo que só tinha sido visto em Rakan e Evelynn. Ela encanta os alvos atingidos por quatro segundos, causando dano mágico, e a duração da habilidade aumenta ao entrar em contato com um campeão aliado ou inimigo.

Relacionado: Seraphine larga o emprego para seguir seu sonho no segundo episódio do quadrinho da K/DA

As informações encontradas sugerem que Seraphine será uma feiticeira mais de utilidade ou suporte. Ela deve usar controle de grupo e escudos para proteger os aliados, além de causar dano mágico em área. As habilidades vazadas parecem perfeitas para a função de suporte, com uma possível flexibilidade para a rota do meio. Com campeões recentes como Senna e Sett, parece que a filosofia atual de design da Riot é de flexibilizar os campeões em vez de mantê-los em funções fixas, permitindo que eles existam em várias formas sem destruir suas identidades.

Como os dados foram minerados de Wild Rift e não do próprio League of Legends, existe a possibilidade de que as habilidades mudem ou evoluam antes que Seraphine seja lançada. Não se sabe quando Seraphine chega ao jogo, mas os fãs descobriram uma conta da campeã no Weibo com a data de aniversário de 31 de outubro — mesmo dia da final do Campeonato Mundial 2020. Pode ser uma pista da data, já que ela vai se apresentar ao lado da K/DA na cerimônia de abertura da final do Mundial.

Artigo publicado originalmente em inglês por Megan Kay no Dot Esports no dia 21 de setembro.