Fã de LoL ajusta os ícones de itens míticos para torná-los mais fáceis de distinguir

A atualização 10.23 introduziu um monte de novos itens, mas têm fãs reclamando dos ícones.

Imagem via Riot Games

A Riot implantou a atualização 10.23 do League of Legends no início desta semana, introduzindo uma grande revisão do sistema de itens. Mas os jogadores estão tendo dificuldade em diferenciar os novos ícones.

A Riot renovou todos os ícones de itens para a atualização da pré-temporada, redesenhando as armas e alterando os esquemas de cores. No entanto, uma simples pesquisa de “ícones de itens” no subreddit do LoL revela inúmeras reclamações sobre a nova loja. Mas um fã experiente fez alguns ajustes que ele acredita melhorar sua legibilidade, postando sua recriação na noite passada.

“Os ícones têm muita bagunça e talento que, sim, embora fiquem muito bons em resoluções mais altas, esse talento não se traduz na forma de ícone, fazendo com que os ícones pareçam cheios e difíceis de distinguir uns dos outros”, disse o u/Rhazler.

Para torná-los mais distinguíveis, o fã removeu o excesso de cores do fundo e aumentou a saturação de alguns tons. Outros precisavam de “edição pesada para torná-los únicos”, de acordo com Rhazler.

Os fundos escuros criam mais contraste com os itens, ajudando a forma a se destacar mais. O Devaneio do Shurelya atualizado, por exemplo, é mais agradável para os olhos com um fundo preto. O Medalhão do Solari de Ferro de Rhazler também atenua os amarelos brilhantes.

Screengrab via Riot Games

Os novos ícones têm sido especialmente problemáticos para jogadores daltônicos. Vários jogadores com deuteranomalia, o tipo mais comum de daltonismo vermelho-verde, disseram ao Dot Esports que os novos ícones são muito detalhados e usam cores semelhantes que se misturam.

Enquanto a Riot está ocupada corrigindo erros e balanceamento de campeões e itens, não está claro se ela está planejando melhorar a clareza visual dos ícones de itens.


Siga-nos no  YouTube  para mais notícias e análises de e-sports.

Artigo publicado originalmente em inglês por Andreas Stavropoulos no Dot Esports no dia 13 de novembro.