Fã de League faz compilado de momentos tóxicos nos tiers mais altos de jogo

A Riot precisa de um plano contra a toxidade.

Imagem via Riot Games

A crescente quantidade de toxicidade nas filas de tier mais alto de League of Legends tem sido o centro das atenções para a maioria dos criadores de conteúdo desde que Voyboy chamou a atenção da Riot Games por sua falta de ação sobre o assunto no início deste mês.

Recentemente, um fã do League montou um vídeo de um jogador de tier alto, Geranimo, sendo tóxico com seus companheiros de equipe. Também destacou o nível de toxicidade nos níveis mais altos das partidas ranqueadas da NA.

Geranimo???

Very Toxic

O vídeo mostra Geranimo abandonando partidas e insultando seus companheiros de equipe, além de banir espectadores que o criticam.

Geranimo é um streamer afiliado. Embora seus números de visualizações possam parecer abaixo da média para os padrões de hoje, Geranimo foi um dos principais streamers de League em 2014, quando subiu para o Desafiante. Ele também é um jogador notável de Draven.

“O vídeo me mostra agindo como um completo idiota”, disse Geranimo no Twitter em resposta ao vídeo. “A única coisa que posso fazer é tentar o meu melhor para continuar melhorando. Alguns clipes estão fora de contexto, mas ainda sou eu fazendo essas coisas.”

A toxicidade é uma parte inevitável de todos os jogos online. Mas Voyboy, um dos streamers mais calmos de Leagueatingiu seu limite de comportamento tóxico no League, o que deve ser uma indicação clara de que a situação está ficando fora de controle no título principal da Riot.

A realização de jogos da fila solo ou duo se torna mais difícil quando os jogadores sobem nos ranques e um certo nível de jogo em equipe se torna essencial para continuar subindo. Jogadores tóxicos podem colocar uma equipe em desvantagem de números e reduzir o nível de diversão que os jogadores obtêm com o jogo. Mesmo se você não estiver sendo afetado diretamente, uma vitória fácil pode ser tão chata quanto uma perda sem sentido devido a um jogador tóxico.

Artigo publicado originalmente em inglês por Gökhan Çakır no Dot Esports no dia 13 de maio.