As melhores equipes de região secundária para assistir no MSI 2021

Aparentemente, há sempre uma equipe apenas esperando para causar uma grande reviravolta.

Foto via Riot Games

Dos times conhecidos que sempre parecem aparecer em todos os eventos internacionais de League of Legends, aos times dos quais você nunca ouviu falar, as regiões menores sempre trazem algo para a mesa em torneios como o Mid-Season Invitational e o Campeonato Mundial.

Os torneios internacionais são sempre bons para algumas equipes surpresa. É aí que as regiões menores entram. Dos Gigabyte Marines de 2017 que chamou a atenção no Mid-Season Invitational daquele ano, ao time SuperMassive Esports do ano passado que se tornou o primeiro time da TCL a vencer uma melhor de cinco contra um time da região principal, aparentemente sempre há um time menor da região que aparece e se mostra em eventos internacionais do LoL

O Mid-Season Invitational deste ano está chegando, e essas são as melhores equipes de regiões menores para ficar de olho durante os estágios iniciais do MSI 2021. 

PSG Talon

Foto via Riot Games

PSG Talon não consegue fazer uma pausa. Depois de ser forçada a jogar o Campeonato Mundial do ano passado com um time cheio de substitutos, a equipe não poderá contar com mais um de seus titulares para entrar no Mid-Season Invitational deste ano. O atirador do PSG, Unified, não viajará com a equipe para a Islândia e, em vez disso, será substituído por Doggo, que o PSG derrotou durante sua vitória sobre o Beyond Gaming nas PCS Spring Finals.

O desempenho do Unified em Spring Split rendeu a ele um AMA final de 14,6 na primeira metade da temporada, o mais alto entre todos os jogadores que se qualificaram para o MSI. Mas só porque o PSG vai perder um de seus principais jogadores na equipe titular, isso não significa que o resto da equipe não possa se destacar e atuar em nível internacional.

O time dominou o resto do PCS com um recorde de 26-1 nesta divisão, e é colocado em um grupo relativamente favorável. Se o resto do time, que inclui veteranos de longa data e ex-astros do Flash Wolves, Maple e Hanabi, puder jogar tão bem quanto em toda a temporada, o PSG ainda tem potencial para virar cabeças na MSI e potencialmente avançar para o Mata-Mata. 

Unicorns of Love

Foto via Riot Games

Unicorns of Love tem corrido desenfreadamente pela LCL durante a maior parte do ano passado. Depois de se classificar para a fase de grupos do Mundial 2020, a equipe busca melhorar seu desempenho estelar naquele torneio da MSI. Quase todo o elenco do UOL está voltando para mais uma chance de glória internacional neste ano, com apenas uma troca na posição de atirador feita entre 2020 e 2021. 

 O UOL não teve necessariamente o Spring Split mais impressionante, mas o time venceu quando mais contou. Duas vitórias convincentes na fase de entrada sobre o agora extinto Gambit Esports e CrowCrowd foram suficientes para mandar o UOL direto para a Islândia, apesar do quarto lugar na temporada regular. Talvez a recente sequência de vitórias da equipe, na qual eles venceram seis de seus últimos oito jogos, possa ser um bom presságio enquanto eles se dirigem para a MSI com tudo. 

Detonation FocusMe

A franquia mais reconhecida da história da LJL está retornando ao cenário internacional depois de ter sido negada a chance de fazê-lo no Campeonato Mundial do ano passado. Ao derrotar o V3 Esports na LJL Spring Finals, o Detonation FocusMe travou sua primeira viagem ao cenário internacional desde o Campeonato Mundial de 2019. 

Não muito diferente do Cloud9 da América do Norte, o Detonation FocusMe venceu o LJL na primavera passada de forma dominante e teria competido no Mid-Season Invitational do ano passado se não fosse pela pandemia COVID-19. Este ano, três dos cinco titulares da equipe vencedora do campeonato na primavera passada terão uma chance de vencer o troféu do MSI. 

Fique de olho no caçador do Detonation FocusMe, Steal, em particular. O coreano, de quem os fãs devem se lembrar de sua breve passagem pela Millennium na Europa em 2017, encontrou um lar e tanto para si no LJL. Nesta Spring, o veterano titular marcou um AMA monstruoso de 8,1 mais de 22 jogos, de acordo com o site de estatísticas do LoL gol.gg. Sua sinergia com Evi e Ceros pode provar ser um fator de vitória para a equipe Detonation FocusMe que enfrenta uma batalha difícil no MSI 2021. 

Pain Gaming

Foto via Riot Games

Chegando ao MSI, o potencial da Pain Gaming vai além. Os veteranos Tinowns e BrTT ainda são forças a serem consideradas nas posições de carregador, postando respectivos AMAs de 8,3 e 4,5 durante a Spring Split, de acordo com gol.gg, enquanto o resto do time da Pain, especialmente seu suporte altamente qualificado Luci, poderia impulsionar a equipe para o Mata-Mata do torneio. 

Mas não será fácil.

A colocação precária da Pain no Grupo B os coloca contra a MAD Lions e a PSG Talon, duas equipes que irão facilmente dar-lhes trabalho durante toda a fase de grupos. 

A marca d’água para o sucesso é alta considerando quais times Pain enfrentarão desde o início. E não é como se eles estivessem indo tão bem quanto algumas outras equipes de seu grupo. A Pain flertou com a eliminação em várias ocasiões durante a fase de entrada do CBLOL Split One, levando duas das três séries a um quinto jogo decisivo. Somente na partida final contra a Vorax a Pain venceu por um placar relativamente tranquilo de 3-1. 

No que é com certeza o grupo mais competitivo da MSI, a Pain tem potencial para brilhar, mas eles precisarão se recompor se quiserem superar os grandes adversários do Grupo B. 


Certifique-se de nos seguir no  YouTube  para mais notícias e análises sobre esportes.

Artigo publicado originalmente em inglês por Michael Kelly no Dot Esports no dia 27 de maio.