As 3 melhores composições de equipes para dominar o Clash neste fim de semana

A diversão começará logo.

Imagem via Riot Games

Os fãs de League of Legends finalmente têm um motivo para se alegrar, o lançamento oficial do Clash está chegando.

A competição de dois dias começa neste fim de semana após vários meses de desenvolvimento e testes beta para acertar. É hora de uma fase de observação para determinar quais equipes compõem o melhor time e quais campeões deverão ser banidos. Embora você possa ser um guru da fila solo, o Clash se concentrará no jogo em equipe, coordenação e cooperação, em vez de pura mecânica.

Aqui estão três composições de equipes muito poderosas que você pode usar para derrotar seus oponentes no Clash.

Dominação global

Imagem via Riot Games

Com a adição de novos campeões e o ressurgimento de alguns antigos, ter uma presença global é mais possível do que nunca. Ao escolher estrategicamente campeões que podem afetar o mapa de qualquer lugar do Rift, seu time pode controlar facilmente o andamento do jogo. As equipes adversárias estarão divididas entre empurrar as ondas de tropas nas rotas laterais ou tentar capitalizar em uma situação de quatro contra cinco. Sua hesitação e desespero se tornarão sua chance de vitória.

Com a Atualização 10.3 fortalecendo o XP da selva, vemos campeões focados no farm aparecendo novamente, principalmente o Karthus. A Voz Mortal pode farmar mais rápido do que qualquer um e sua ultimate permite que você embosque de qualquer lugar no mapa. Mesmo que ele possa ser facilmente contra atacado nos estágios iniciais do jogo, jogar em uma equipe do Clash significa que você terá a coordenação e a comunicação necessárias para fazer rotações apropriadas. Uma substituição decente do Karthus seria o Nocturne, que pode ajudar seu time a eliminar inimigos sozinhos com a Paranoia (R).

A combinação de Karthus com o Shen no topo e o Twisted Fate no meio proporcionará um incrível controle de grupo e a capacidade de empurrar tropas muito rápido. E se o time adversário decidir se engajar com o seu time em menor número, use Shen e TF para virar o jogo.

Para completar a equipe, colocar Senna na rota inferior significa que você recebe uma cura global e algum dano de ataque necessário para complementar com o seu atirador. Embora ela não seja mais tão forte quanto um carregador de dano de ataque, ela se encaixa perfeitamente com um Ezreal ou Lucian na rota inferior. Soraka também pode ajudar, usando sua ultimate para curar os campeões que estiverem empurrando as tropas, se eles estiverem com problemas.

Engajar e assassinar

Imagem via Riot Games

Com o triste estado dos atiradores no meta atual, ser capaz de engajar e destruir rapidamente o carregador adversário pode resultar em uma rápida e vitoriosa luta em equipe.

Jarvan IV voltou à selva nesta temporada porque é capaz de pular em um time inimigo e mantê-lo no lugar com o Cataclisma (R). Outra ótima opção é Olaf, que pode evitar todo o controle de grupo da equipe adversária e seguir em frente para o carregador do inimigo. E com a Atualização 10.4, “ampliando o número de campeões na selva”, os jogadores poderão jogar na selva com Talon ou Zed e aumentar o frenesi de assassinato.

A rota meio tem mais flexibilidade com esta composição de equipe, mas provavelmente a maior responsabilidade também. É seu trabalho como jogador do mid destruir rapidamente os alvos de alta prioridade. Escolher campeões como Fizz, Talon, Katarina ou Diana ajudará a tornar a luta em equipe unilateral instantaneamente.

Um iniciador pesado no topo, como Ornn ou Gnar, ajudará a unir o time inimigo para uma fácil dizimação. Kai’Sa e Twitch são os mais próximos que um atirador pode chegar de um assassino. Mas os jogadores podem optar por uma combinação de Miss Fortune para combar com algumas grandes ultimates de Jarvan, Ornn ou Gnar. E um suporte Thresh, Leona ou Nautilus fornecerá uma excelente linha de frente, vários segundos de atordoamento e uma boa proteção para o atirador.

Controle de grupo supremo

Imagem via Riot Games

Pegar vítimas desprevenidas pode transformar rapidamente uma luta em equipe em um cenário favorável de cinco contra quatro. Com várias opções de controle de grupo em todas as funções, essa composição de equipe deve ser fácil de executar.

A melhor opção da selva é Elise, que pode encasular e destruir enquanto também possui um Rapel (E) para tirá-la de uma situação complicada em segurança. Evelynn também pode funcionar, mas sua Fascinação (W) demora um pouco mais para ser executada.

Twisted Fate, Malzahar, Lissandra e Veigar no meio têm um grande potencial de atordoamento e todos têm boa escala com o fim da partida. Isso facilitará bastante o trabalho de um caçador quando ele for emboscar, pois ele pode causar controle de grupo atrás de controle de grupo facilmente.

Mais uma vez, optar por campeões com grandes ultimates na rota topo como Malphite, Ornn e Gnar permitirá que sua equipe faça wombo combos ou peguem o carregador adversário. Um campeão de atordoamento por clique como o Pantheon também pode ajudar.

Combine isso com suportes quebrados como Nautilus ou Leona e seus oponentes não terão chance de se mover. O atirador não importa muito com esta equipe, contanto que eles possam ficar fora de perigo.


O lançamento oficial do Clash começa neste sábado, 22 de fevereiro às 10h30 e termina no domingo, 23 de fevereiro.

Artigo publicado originalmente em inglês por Andreas Stavropoulos no Dot Esports no dia 19 de fevereiro.