Riot usou sons de morsas, tigres, pássaros e um camelo para criar as skins Ancifogo de VALORANT

Sem dragões, sem problemas.

Imagem via Riot Games

A Riot deu aos fãs uma visão dos bastidores da criação da Coleção Ancifogo hoje, a primeira linha de skins Edição Ultra de VALORANT. E como não existem dragões da vida real para extrair sons, os desenvolvedores tiveram que improvisar.

O designer de som de VALORANT, Isaac Kikawa, casualmente compartilhou áudio com sua equipe um dia, criando uma voz imponente, distinta e ameaçadora que deixou os desenvolvedores “inspirados”.

Foto via Riot Games

Isaac explicou “como tinha misturado vários tipos de sons para criar o rugido da criatura: morsas, tigres-de-bengala, pássaros lóris-amor-amor e muitos outros”, segundo o blog. “Mais ou menos dois meses antes de lançarmos a linha Dragão, Isaac fez mais algumas gravações para o finalizador das armas, o que resultou na criação de uma amizade entre ele e um camelo enorme.”

Kikawa também extraiu o áudio da gravação de celular de um aligátor, acrescentando esse à lista de animais que criam os rugidos únicos da Ancifogo.

Os jogadores podem melhorar suas skins Ancifogo usando Radianite, que desbloqueia diferentes animações e sons. Conseguir deixar uma arma no nível quatro, por exemplo, fornecerá o Finalizador Ancifogo que chama um dragão do céu para incendiar o cadáver do seu oponente.

Como a Coleção Ancifogo é a primeira linha de skins Edição Ultra, ela vem a um preço elevado. Os fãs de VALORANT que desejam pegar o pacote completo terão que desembolsar cerca de US$ 90, que inclui uma skin para a pistola Frenzy, a espingarda Judge, o rifle de assalto Vandal e a Operator. O pacote também inclui a arma corpo a corpo de graça, junto com um spray, um companheiro de armas e um cartão de jogador.

Artigo publicado originalmente em inglês por Andreas Stavropoulos no Dot Esports no dia 13 de julho.