Mais operadores, mais tiroteio e menos foco nas habilidades: como as mudanças no Episódio 3 afetarão o meta de VALORANT

As coisas vão ser diferentes agora.

Imagem via Riot Games

Indo para o terceiro episódio de VALORANT, a Riot Games está procurando alterar completamente o roteiro com uma infinidade de novas mudanças, de acordo com uma versão de teste de acesso antecipada. Vários preços de armas estão caindo drasticamente, o custo da maioria das habilidades dos agentes está aumentando, muitos desses agentes estão recebendo fortalecimentos ou enfraquecimentos, e tudo isso enquanto um novo agente, KAY/O, é adicionado ao jogo.

VALORANT competitivo e de nível profissional terá uma aparência muito diferente no início do VALORANT Champions Tour Estágio Três e pode deixar várias equipes lutando apenas algumas semanas antes do Challengers Um. Mas todas as equipes supostamente estarão em pé de igualdade, jogando um jogo muito diferente em comparação com o que jogam agora.

O meta pós-Spike plantada

Antes dessas mudanças, a estratégia prevalecente para a maioria das equipes de VALORANT competitivas era vencer o jogo pós-Spike plantada. A seleção de agentes e a colocação de Spike giravam em torno dessa prática, com agentes como Sova, Viper e qualquer outra pessoa com utilidade no estilo molotov desempenhando o papel de negador do desarmamento. Para os jogadores que tentam retomar os locais, tornou-se cada vez mais frustrante ter que lidar com a utilidade vinda de atacantes ocultos, essencialmente deixando suas habilidades de mira inúteis e forçando você a verificar cada cubículo como se fosse esconde-esconde no jardim de infância.

Imagem via Riot Games

O objetivo deste episódio é claramente retornar à ênfase no uso de armas de fogo, uma visão bem-vinda para os jogadores que se lembram da declaração infame do teaser do anúncio do jogo. Quase todos os agentes viram um aumento em pelo menos um de seus custos de habilidade, com alguns assumindo aumentos mais drásticos do que outros. Especialistas em pós-Spike plantada como Sova, Viper, Brimstone e outros agora têm custos de habilidade mais caros e, com vários preços de armas diminuindo, os jogadores terão que confiar mais em tiroteios do que em habilidades.

Trazendo equilíbrio para a seleção de agentes

Naturalmente, haveria favoritos definidos entre a seleção de agentes, mas a disparidade entre alguns dos mais escolhidos e os menos escolhidos estava crescendo muito. No Masters Two, Jett e Sova foram escolhidos cada um em pelo menos 70 por cento de todos os mapas, e se você retirar o mapa onde cada um deles raramente é usado (Bind para Jett e Split para Sova), essa porcentagem aumenta ainda mais. Em contraste, seis agentes tiveram taxas gerais de escolha abaixo de 20%.

Um dos agentes menos escolhidos é Breach, e enquanto seus custos de habilidade estão subindo como a maioria dos outros agentes, quase todas as suas habilidades estão sendo fortalecidas também. Seu Pós-Choque dispara três rajadas agora, ele recebe três cargas de Estopim em vez de duas, e seu Onda Trovejante é muito mais amplo. Outro iniciador, Skye, está perdendo uma carga inicial de Luz Desbravadora, mas os clarões agora se regeneram após 40 segundos. Entre essas mudanças inicia-se a era do Iniciador no Episódio Três.

Imagem via Riot Games

Algumas das ultimates mais poderosas do jogo viram seu custo em pontos aumentar: Fúria do Caçador de Sova, Tormenta de Aço de Jett, Ressureição de Sage e Estraga-Prazeres de Raze. Essas ultimates têm sido algumas das mais impactantes. Os kits de agentes como Jett, Sage e Sova são tão úteis que as taxas de escolha dos agentes não devem diminuir muito, mas terão menos impacto no futuro.

Primeiros operadores e outras mudanças importantes no custo das armas

Com várias armas recebendo quedas de preço significativas, a mais impactante é de longe a queda de Operator de 5.000 para 4.700 créditos. Com essa queda, os jogadores podem colocar as mãos em Operator muito mais cedo e com mais frequência do que o normal. A queda no preço contrabalança o aumento dos custos de habilidade para agentes como Jett, que usam o Op de forma bastante prolífica, mas em geral você pode esperar ver jogadores contando com o Op mais do que apenas com habilidades no futuro.

Screengrab via Riot Games

Algumas outras mudanças notáveis ​​no preço das armas incluem o salto de Judge de 1.600 para 1.850 créditos, enquanto o Stinger cai de 1.100 para 950. A escopeta Judge teve o preço baixo por seu poder e precisão por muito tempo, e isso deve prejudicá-la ainda mais em compras antecipadas. A queda de Stinger pode fazer com que valha mais a pena, mas considerando os enfraquecimentos que vêm para a mecânica de correr e disparar, é difícil dizer ainda.

O terceiro episódio está programado para ir ao ar em 22 de junho.


Certifique-se de nos seguir no  YouTube  para mais notícias e análises sobre esportes.

Artigo publicado originalmente em inglês por Scott Robertson no Dot Esports no dia 19 de junho.