Ex-jogador de CS:GO entra para equipe da T1 como criador de conteúdo e jogador de VALORANT

Brax voltou.

Foto via EPICENTER

Braxton “Brax” Pierce, um dos melhores jovens talentos da história de Counter-Strike, entrou para a organização coreana T1.

A T1 revelou que Brax seria criador de conteúdo e futuro jogador profissional de VALORANT, meses antes de o jogo ser lançado. A organização disse que ele ainda vai jogar CS:GO, mas não vai mais compoetir. Brax não pode competir em eventos patrocinados pela Valve devido ao banimento indefinido que recebeu por interferir com os resultados de partidas.

Brax se aposentou do CS:GO competitivo em 28 de fevereiro. No Twitter, ele disse que construiria uma carreira competitiva no jogo de tiro em primeira pessoa da Riot Games, supondo que o jogo ganhe popularidade.

Brax disse que seu plano é criar o melhor time do mundo antes do lançamento do jogo.

“Estou ansioso para levar meu conhecimento de CS para VALORANT na nossa tentativa de criar o melhor time do mundo. Tenho plena confiança de que temos grandes conquistas pela frente”, ele disse.

É a primeira vez que Brax se junta a uma organização fora da América do Norte. Ele já tinha jogado por Cloud9, iBUYPOWER e Lazarus. A T1 é considerada uma das maiores marcas de esports na Coreia por causa de seu time League of Legends, que tem Lee “Faker” Sang-hyeok na rota do meio e é considerado um dos melhores do mundo. 

Em 2015, Brax, que era conhecido como “Swag” na época, foi banido por tempo indeterminado de eventos da Valve quando ele e seus companheiros da iBUYPOWER jogaram para atingir resultados combinados anteriormente, interferindo com o resultado e a integridade das partidas. Desde o incidente, Brax tem jogado em campeonatos menores e criado uma carreira no mundo do streaming.

A comunidade dos FPS reagiu bem à mudança. Damon “Karma” Barlow, tricampeão de Call of Duty, ficou empolgado com a decisão, enquanto outros jogadores da T1, como Kurtis “Kurt” Gallo, ficaram animados com a chegada de Brax.

VALORANT deve ser lançado no verão de 2020, com um período beta aberto antes disso.

Artigo publicado originalmente em inglês por George Geddes no Dot Esports no dia 9 de março.