Streamers podem usar o boost em suas próprias transmissões na Twitch?

Não é tão simples.

Imagem via Twitch

A Twitch expandiu a ferramenta experimental “dê um boost” para permitir o uso de dinheiro.

Embora a ferramenta, atualmente classificada como um dos Desafios da Comunidade na plataforma, esteja restrita a certos streamers escolhidos pela Twitch e a espectadores dos EUA, é uma forma diferente de fazer com que os canais tenham mais visibilidade na plataforma.

O desafio não pode ser iniciado pelo próprio streamer. É a Twitch que começa o processo, enviando uma notificação ao streamer.

Quando um evento “dê um boost” começar, os espectadores poderão doar para o desafio, aumentando a possibilidade de exposição do streamer na página inicial da Twitch.

A Twitch não revelou se os próprios streamers podem contribuir financeiramente para o boost. Mas, caso não possam, há formas fáceis de driblar isso e contribuir para a sua própria conta.

Por exemplo, há muitos streamers grandes, como Asmongold e Sodapoppin, que têm contas alternativas da Twitch, onde também fazem transmissões. Se o criador de conteúdo tiver uma conta secundária na Twitch, supõe-se que ele possa impulsionar sua própria transmissão fazendo login em outro dispositivo.

Então, mesmo que não seja possível usar o “boost” na sua própria conta, provavelmente será impossível impedir que os criadores tenham contas secundárias para usar a ferramenta.

Dito isso, o boost ainda é uma ferramenta experimental na Twitch. A Twitch controla completamente quem tem acesso aos eventos de boost. Supondo que a ferramenta esteja disponível para todos os streamers de todo o mundo, é possível que só aqueles selecionados pela Twitch tenham acesso aos eventos.

Streamers e espectadores provavelmente não terão acesso gratuito à campanha “dê um boost”, fazendo com que seja um pouco mais difícil abusar dela.

Artigo publicado originalmente em inglês por Max Miceli no Dot Esports no dia 13 de outubro.