Os melhores Visuais de Overwatch lançados em 2019

Analisamos os melhores visuais do ano.

Imagem via Blizzard Entertainment
Esta imagem possui um atributo alt vazio;  seu nome de arquivo é SB1.png

Este artigo foi trazido pelo StatBanana, a melhor ferramenta de estratégia de Overwatch.

Os visuais de Overwatch funcionam como uma ferramenta narrativa; cada personagem tem seu próprio conjunto de características essenciais, motivações e personalidades, e seu visual deve refleti-las. O tema sombrio de Reaper é uma referência ao seu conflito interno e sua sede de vingança. O design igualmente sombrio de Moira ecoa sua implacável busca pela ciência, independentemente de suas considerações éticas. Lúcio, por outro lado, é um DJ badalado do Rio de Janeiro, representado em um tom contagiante de verde, e a armadura de Mercy tem a cor branca, tradicionalmente associada à prática médica.

Frequentemente, visuais de eventos podem ter uma estética temática ou ser belas piadas. Mas, em alguns casos, eles podem se referir a um momento específico no passado do personagem. Os visuais Blackwatch de McCree, Moira e Genji refletem seu tempo na força secreta da Overwatch. O Soldado: 24 e Reyes de Reaper mostram o humano que era antes de mudar de lado.

Novos cosméticos são uma parte significativa dos eventos tradicionais de Overwatch. Eles podem ser comprados com créditos ou obtidos através de caixas de itens. Nós compilamos uma lista dos melhores visuais lançados este ano, alguns porque são significativos ou representam algo, e outros só porque parecem bons.

Reaper – Lü Bu (Ano Novo Lunar)

Lü Bü Reaper
Imagem via Blizzard Entertainment

O Ano Novo Lunar de Overwatch faz alusão a personagens populares do folclore e da história chineses. O Ano Novo Lunar deste ano foi inspirado por figuras históricas cujas histórias são contadas há milhares de anos, misturando o mítico e o mundano para criar lendas com uma qualidade quase folclórica.

Lü Bu era um senhor da guerra chinês conhecido por suas proezas em batalha e por mudar de aliança sempre que lhe convinha. Ele era um guerreiro habilidoso, porém traiçoeiro, não muito diferente do Reaper de Overwatch

“Lü Bu era conhecido como o guerreiro mais habilidoso e traiçoeiro nas histórias dos Três Reinos, e então eu senti que Reaper era o personagem perfeito para fazer par com ele,” disse o artista conceitual Qiu fang sobre o visual. O artista fez questão de incluir no visual duas características da marca registrada de Lü Bu.

“As penas vermelhas gêmeas são uma parte icônica do personagem”, disse Fang, “mas os textos históricos também mencionam que a armadura de Lü Bu foi inspirada no ‘ni’, um animal parecido com um leão da mitologia chinesa”, disse Fang. Ambos os detalhes chegaram à versão final do visual.

Moira – Cientista (Arquivos)

Imagem via Blizzard Entertainment

A série de eventos Arquivos é conhecida por suas missões repletas de histórias, que se aprofundam nos principais pontos da história de Overwatch. A primeira parte do evento levou os jogadores à Insurreição em King’s Row, que ocorreu anos antes dos eventos de Overwatch. O evento mostrou versões mais jovens de nossos heróis vestidos com seus antigos uniformes da Overwatch. E o evento deste ano fez o mesmo com Moira.

O visual da cientista remonta ao seu passado como mulher da ciência, que colocou o progresso científico sobre o risco humano em sua pesquisa. Seus métodos controversos chamaram a atenção de Gabriel Reyes, que acabaria se tornando Reaper após os contínuos experimentos de Moira.

Winston – Gárgula (Aniversário)

Imagem via Blizzard Entertainment

A Catedral de Notre Dame está envolta em uma mística misteriosa e sobrenatural. Dizem que suas gárgulas protegem a catedral, e as múltiplas faces pedregosas no topo do edifício acrescentam uma solenidade sombria à sua arquitetura. As gárgulas foram a fonte de inspiração para o artista conceitual da Blizzard, David Kang, ao projetar o visual de Aniversário de Winston.

“Sempre fui fascinado por estátuas de gárgulas nas catedrais góticas e quero fazer um visual assim desde o início de 2018”, disse ele . “A equipe conceitual achou que seria uma combinação perfeita para Winston, pois ele se parece um pouco com uma gárgula do ponto de vista da silhueta.”

Os motivos que fazem Winston uma ótima gárgula não param por aí.

“As gárgulas também têm duas formas diferentes que podem ser adotadas, uma como pedra e outra como uma criatura viva”, disse Kang. “Winston é semelhante, pois ele tem um estado calmo e tranquilo e um estado de raiva primaria”.

O visual foi lançado em maio, aproximadamente um mês depois que a catedral de Notre Dame pegou fogo. Não está claro se o visual foi lançado como uma homenagem à igreja ou se sua data de lançamento oportuna foi apenas uma coincidência.

Roadhog – Tóxico (Aniversário)

Imagem via Blizzard Entertainment

A única coisa mais tóxica que seus colegas de equipe é o visual deste ano do Roadhog Aniversário. Ele dá ao tanque uma grande revisão visual; sua cabeça se torna um crânio vivo de porco mergulhado em um misterioso fluido de preservação. Combinado com a voz profunda e gutural de Roadhog e o seu combo de puxar e atirar, é assustador o suficiente para ser um visual de Halloween, mas a Blizzard nos deu esse presente terrível alguns meses antes.

Lúcio All-Star Pacífico 2019 (All-Stars)

Imagem via Blizzard Entertainment

O Overwatch League 2019 All-Stars é o evento que coloca o melhor dos melhores um contra o outro e divide os jogadores em: Atlântico e Pacífico. Como uma celebração do talento na Liga Overwatch, a Blizzard lança visuais temáticos anuais. O tema deste ano foi noite e dia, e os dois heróis que tiveram a sorte de receber os visuais foram Lúcio e Mercy.

A personalidade estimulante de Lúcio é perfeitamente adequada ao tema do dia. O curandeiro está vestido com uma armadura branca com tatuagens tribais douradas nos braços. Ele carrega uma crista do sol em seu capacete, e seu cabelo é tingido de um tom incandescente de amarelo, mas muda para um verde brilhante se você estiver usando a aura da velocidade. A abundância de branco combinado com o brilho pesado e sobrenatural do visual faz Lúcio parecer uma divindade.

Mercy All-Star Atlântico 2019 (All-Stars)

Imagem via Blizzard Entertainment

O visual atlântico da Mercy é um contraste do visual do Pacífico de Lúcio. Ele incorpora o tema noturno com uma paleta de cores composta de cores frias, como roxo e azul escuro. Como Lúcio, ela carrega um emblema da lua crescente em sua coroa. Suas asas foram adaptadas para caber na paleta de cores e dar-lhe uma aparência mais de fada e poder carregar a lua crescente. Finalmente, seu Caduceu foi revisado e parece mais pronto para o combate do que a versão normal. Os tons de princesa guerreira da Mercy Atlântica são uma parte significativa de seu apelo e traz a Guerreira Mercy dentro de todos nós

Zenyatta – Zen-Nakji (JJonak)

Captura de tela via Blizzard Entertainment

Você não pode falar sobre o um profissional de Zenyatta sem mencionar Bang “JJoNak” Sung-hyeon. O jogador é amplamente elogiado como o Zenyatta mais letal do mundo, e seus esforços durante a temporada inaugural da Liga Overwatch concederam a ele o “MVP Award” da Liga. Para comemorar seu talento, a Blizzard fez uma parceria com o profissional para criar um visual personalizado especificamente para ele.

O resultado é Zen-Nakji, um visual que funde o amor de JJonak pelas criaturas marítimas e a paleta azul e vermelha do New York Excelsior em um design exclusivo.

O jogador tem uma conexão animal especial. Seu apelido se traduz aproximadamente em “Polvo Desastrado”, e o jogador fez uma tatuagem do animal junto com orbes de Zenyatta.

No novo visual, a cabeça de Zenyatta se transforma em um polvo dentro de um capacete parecido com um tanque de peixes, e seus orbes são representados como polvos brilhantes. A cor favorita do JJonak, rosa, é usada ao lado do azul marinho e vermelho brilhante do NYXL para definir a paleta de cores. É uma celebração do talento de JJonak, que fez bem o trabalho.

Ana – Faraó (Terror de Halloween)

Imagem via Blizzard Entertainment

O Dia das Bruxas é a época do ano para todas as coisas assustadoras, e a Blizzard deu a Ana o presente perfeito. Ao usar o visual de faraó, nossa heroína vovó se transforma em uma múmia aterrorizante.

O visual acrescenta muitos detalhes dourados ao visual e às armas de Ana. Seu rifle biótico e dardo sonífero foram modelados pelo King Cobras, e ela tem o emblema de um escaravelho no peito. O visual ganha pontos extras por fazer alusão à nacionalidade egípcia de Ana. Para jogadores que gostam de combinar skins, usar o visual Pharah Áspis é uma boa pedida de estilo mãe e filha.

Lúcio — Górgona (Terror de Halloween)

Imagem via Blizzard Entertainment

Nosso DJ brasileiro favorito ficou com um visual aterrorizante neste Halloween. Seu visual Górgona é uma cria perfeita entre música e Medusa. Seu cabelo, que sempre foi uma de suas principais características, virou cobras vivas com olhos verdes penetrantes. Surpreendentemente, essa pele não é lendária, é apenas épica. Compre por 250 créditos no evento Terror de Halloween do próximo ano, com certeza vale a pena.

Doomfist – Jötunn (Paraíso Congelado)

Imagem via Blizzard Entertainment

Doomfist é um dos personagens mais controversos de Overwatch. Alguns dos artistas por trás de seu design o chamavam de “uma carta de amor para o gênero de jogos de luta” e diziam que seu conceito pretendia evocar “aquele velho jogo de luta, visão lateral, sensação de briga”. Para conseguir isso, o Doomfist está armado com uma manopla poderosa e uma grande variedade de movimentos de controle de grupo, desequilibrando e erguendo os inimigos.

O visual Paraíso Congelante de Doomfist dá ao herói uma aparência viking. Sua manopla característica recebe uma paleta de gelo e a pintura corporal de sua pele é substituída por tatuagens nórdicas. O herói também tem barba branca, pela primeira vez com pêlos faciais. Finalmente, ele veste um capacete com chifres que evoca imagens do herói de The Elder Scrolls V: Skyrim, o Dragonborn. Se a visão de um Doomfist regular carregando um Rocket Punch já é assustadora o suficiente, então um Viking Doomfist o torna mil vezes pior.

Artigo publicado originalmente em inglês por Pedro Peres no Dot Esports no dia 22 de dezembro.