Riot está testando muitas mudanças em Tahm Kench

O objetivo é melhorar o Rei do Rio para jogadores de filas solo que não são tão coordenados quanto as equipes profissionais.

Imagem via Riot Games

É hora de experimentar mudanças quentes para o Kench.

O designer do League of Legends, Mark “Scruffy” Yetter, atualizou os fãs sobre a direção atual de Tahm Kench no blog de desenvolvimento. Devido à enorme disparidade entre a performance do Rei do Rio na fila solo e no jogo profissional, os desenvolvedores estão experimentando aprimorar seu kit.

“Com uma ultimate semi-global que exige que ele planeje rotações de mapas com antecedência com seus aliados, e sua marca do Devorar, que nega jogadas de oponentes e permite que seus aliados se posicionem de maneiras que seriam incrivelmente perigosas, Tahm tem muito poder que requer especificamente o mais alto grau de coordenação”, disse o designer de jogos CaptainGameplay.

Para equilibrar o campeão, a Riot está experimentando o Devorar como a ultimate de Kench. Seria um pouco fortalecida, causando mais dano aos inimigos e fornecendo mais proteção aos aliados. Devorar um aliado daria a eles um escudo e não causaria tanta lentidão em si quanto no estado atual.

Isso permitiria que as equipes capitalizassem o Devorar, pois ele não seria desbloqueado até o nível seis e teria um tempo de recarga mais longo.

Se Devorar se mudar para R, o W de Kench se tornaria uma “nova ferramenta para engajar” que exigiria menos coordenação do que o seu ultimate atual. Seria uma Viagem Abissal “mais rápida” e de “menor alcance” que causa dano e derruba os inimigos na chegada.

Uma auto cura também está sendo testada no Língua-Chicote (Q) de Kench.

O cronograma para o kit de habilidades atualizado de Kench é posterior à atualização do Mundial, para que não afete o maior torneio anual do LoL.

Artigo publicado originalmente em inglês por Andreas Stavropoulos no Dot Esports no dia 26 de junho.