Riot confirma: MSI 2022 será em Busan, Coreia do Sul, e terá plateia no local

O Mid-Season Invitational será realizado na Coreia do Sul pela primeira vez.

Imagem via Riot Games

A Riot Games confirmou que o Mid-Season International deste ano será realizado na Coreia do Sul, como já noticiamos no Dot Esports desde 19 de fevereiro. Será a primeira vez que o país sedia o MSI e também o primeiro evento internacional de League of Legends na Coreia do Sul desde 2018.

Após rumores de que o evento seria cancelado, devido à situação da COVID-19 na Coreia do Sul, a Riot agora confirmou que ele está de pé e que haverá plateia no local pela primeira vez desde o Mundial 2019. O local será o BEXCO, Centro de Convenções de Busan.

O formato continua o mesmo dos anos anteriores, com uma fase de grupos, uma fase hexagonal e uma fase eliminatória. Também foi confirmado que a LCL não participará do evento devido à invasão da Ucrânia pela Rússia, o que significa que um dos grupos terá um time a menos. A primeira fase do campeonato vai de 10 a 15 de maio. Os quatro melhores times da segunda fase se classificam para a fase eliminatória, que será de melhores-de-cinco e acontecerá de 27 a 29 de maio.

O prefeito de Busan disse que “Busan é a Meca dos esports” e que já sediou “alguns dos campeonatos de esports mais importantes do mundo”.

“A cidade de Busan juntou forças com a indústria dos jogos para criar profissionais do ramo, além de uma arena dedicada, a BRENA (Busan e-Sports Arena). Visite a cidade de Busan para o MSI 2022. Estaremos ansiosos para receber vocês”, disse o prefeito.

“A Coreia do Sul é um dos principais nomes na indústria dos esports há décadas”, acrescentou Naz Aletaha, diretora geral de esports do LoL. “Ficamos felizes em honrar a história desse país com os esports, celebrar a dedicação dos fãs coreanos e levar todo o talento dos times do MSI para a Coreia pela primeira vez. Busan foi uma sede incrível para os Mundiais de 2014 e 2018 e estamos ansiosos para voltar lá para ver o embate entre os melhores times de League of Legends do mundo.”

Artigo publicado originalmente em inglês por Pablo Suárez no Dot Esports no dia 29 de março.