Os 5 campeões de League of Legends com as melhores histórias

Runeterra está repleta de histórias interessantes.

Imagem via Riot Games

O universo de League of Legends é rico em histórias individuais. Cada campeão no jogo tem histórias de fundo extensas que se estendem por todo o vasto mundo de Runeterra, e cada uma das histórias dos campeões no jogo geralmente se entrelaçam umas com as outras de alguma forma. 

Mas alguns campeões do LoL têm histórias tão ricas que se destacam do resto do vasto elenco do jogo. Aqui estão os cinco campeões com as melhores histórias de League of Legends

Fiddlesticks

Imagem via Riot Games

Fiddlesticks é um demônio vivo que se alimenta do medo de seus inimigos. Sem uma forma verdadeira, o demônio em vez disso possui a encarnação de um espantalho, esperando nos campos demacianos para aterrorizar quaisquer almas infelizes que cruzem seu caminho. 

De acordo com o povo de Demacia, a lenda do demônio Fiddlesticks nada mais é do que um conto para assustar crianças. Mas Fiddlesticks é real e se alimenta do medo de todos aqueles que duvidam de sua existência. De acordo com a história oficial da Riot sobre Fiddlesticks, o demônio é “uma entidade tão completamente estranha que desafia quase todo o conhecimento contemporâneo de magia”.

Além de Fiddlesticks, porém, existem muitos outros demônios em todo o universo do LoL com suas próprias formas e histórias de fundo. Demônios como Nocturne e Evelynn são vagamente relacionados aos Fiddlesticks e dizem que incorporam outras entidades das trevas. Por exemplo, uma vez que Fiddlesticks é o demônio do medo, Evelynn seria o demônio da dor e Nocturne seria o demônio dos pesadelos. 

Braum

Imagem via Riot Games

Braum, o herói de Freljord, é frequentemente considerado um homem capaz de feitos poderosos e feitos de força que questionam a realidade. Durante sua juventude, Braum era conhecido em toda a região de Freljord por seus feitos heroicos mais simplistas, incluindo salvar crianças de ravinas geladas e defender aventureiros de monstros.

Mas à medida que sua lenda crescia, Braum se tornou mais uma figura mítica, uma lenda folclórica da região de Freljord. Como conta uma história, Braum uma vez tentou resgatar um menino de um cofre congelado, mas não conseguiu abrir sua porta maciça. Então, em vez disso, ele socou a rocha e o gelo para chegar ao garoto preso e arrancou a porta congelada do cofre de suas dobradiças. Diz a lenda que Braum ainda carrega a porta do cofre com ele até hoje, usando-a como um escudo para proteger Freljord de ameaças. 

Jinx

Imagem via Riot Games

Jinx, a terrorista louca e amante de explosivos de Piltover nem sempre foi o canhão insano que ela se tornou hoje. Durante sua infância, Jinx foi uma jovem funileira cujas idéias sempre foram muito grandiosas e amplas para Piltover. Na cidade, a experimentação é restrita para garantir que as inovações dos cidadãos da cidade sejam humanas. Mas em Zaun, os experimentos puderam ser desenfreados, deixando o trabalho de Jinx florescer em toda a região inferior de Piltover. 

Com o tempo, Jinx mostraria sua inovação sem limites pregando “peças” no povo de Piltover. Essas pegadinhas variaram de exibições inofensivas de atividade explosiva a atos de violência desenvolvidos. Ela se tornou uma ameaça cada vez mais ativa a cada pegadinha e ainda está sendo perseguida pelas principais caçadoras de criminosos de Piltover, Vi e Caitlyn, até hoje.  

Azir

Imagem via Riot Games

Durante a idade de ouro do império de Shurima, vários milhares de anos atrás, Azir buscava ascender à divindade. O imperador expandiu as fronteiras de seu império, trazendo riqueza por meio de comércio imenso e vitórias imperiais. Com o império de Shurima em seu apogeu, Azir tentou se submeter ao ritual de Ascensão que o transformaria em um deus.

Mas em seu maior momento de triunfo, o imperador de Shurima foi assassinado por um de seus conselheiros mais próximos, um mago chamado Xerath. Agora, nos dias atuais, Azir renasceu como um semideus procurando recuperar os dias da antiga glória de seu império. 

Ivern 

Imagem via Riot Games

Ivern, o amigo despreocupado de todas as criaturas da floresta, nem sempre foi um alegre meio-árvore, meio-homem. Há muito tempo, Ivern, o Cruel, era um guerreiro implacável de Freljord procurando reivindicar para si um antigo poder mágico localizado nas profundezas das florestas de Ionia. Ele acreditava que tomar a magia da floresta seria o fator de mudança de maré em sua batalha contra os Glacinatas. 

Mas quando Ivern alcançou a fonte da magia da floresta, a floresta lutou, fundindo seu corpo com a madeira e as folhas das árvores ao seu redor. Uma voz vinda das profundezas da floresta ensinou a Ivern várias lições de compaixão e moderação enquanto o guerreiro outrora impulsionado se tornava um com a floresta ao seu redor. 


Certifique-se de nos seguir no  YouTube  para mais notícias e análises sobre esportes.

Artigo publicado originalmente em inglês por Michael Kelly no Dot Esports no dia 09 de junho.