Nova campeã de League of Legends, Neeko, é gay, roteirista da Riot diz

Ela é a segunda campeã gay de LoL.

Imagem via Riot Games

A desenvolvedora de League of Legends,Riot Games, divulgou ontem uma história inteira sobre sua nova campeã, Neeko. A desenvolvedora descreveu a história de Neeko e como ela chegou onde está agora.Mas há uma parte da narrativa faltando em sua história oficial: Ela é a segunda campeão gay do jogo. Os fãs notaram que a Neeko “parece” gostar mais de campeãs do sexo feminino do que de campeões masculinos em suas falas no jogo. O roteirista sênior Matt Dunn confirmou que Neeko é mais interessada em mulheres,porque ela “se identifica como lésbica.”

Ela é a segunda campeã de LoL que é oficialmente gay, depois de Varus, que na verdade é duas pessoas e um darkin fundidos, dois dos quais são gays. O passado de Varus foi revelado em um videoclipe em novembro e em uma história nova chamada “Varus: As We Fall.”

A Riot disse que a diversidade é um”objetivo explícito” para a desenvolvedora. Em entrevista ao Glixel, o produtor Tyler Eltringham falou sobre adicionar um personagem gay ao elenco. “[A Riot Games] não decidiu do nada que precisava de um campeão no jogo que fosse gay”, ele disse. “Em um mundo onde um dragão espacial visitou o seu planeta e alguém acabou de jogar um ursinho de pelúcia em chamas em você, dois caras se beijando não farão ninguém pestanejar.”

A sexualidade de Neeko, claro, não tem influência em LoL como jogo. Mas,como a Blizzard descobriu com a primeira heroína abertamente gay de Overwatch, Tracer, a Riot sabe que os fãs investem em personagens de LoL. Contar histórias em ambos os jogos acontece principalmente fora dos jogos. Se a Riot continuar a explorar Neeko como campeã gay, provavelmente isso estará fora do jogo, em um de seus muitos veículos usados para contar as histórias.