Novas missões de LoL promovem aprendizado sobre a história do jogo

Os jogadores devem ganhar jogos com, como ou contra campeões de cada região do jogo.

Imagem via Riot Games

As novas missões em League of Legends coincidem com o lançamento de um novo mapa interativo de Runeterra.

Haverá 11 missões no total, com 10 pedindo aos jogadores para ganhar um jogo com, como ou contra um campeão de uma determinada região. Parece que mais missões serão reveladas a cada dia, já que só missões das facções do Monte Targon, Noxus e Ionia estão disponíveis no momento. Ao completar uma missão de facção, os jogadores também ganharão um ícone dessa região.

Depois que os jogadores concluírem todas as 10 missões regionais, eles também irão concluir a final, que recompensa os jogadores com um ícone de Runeterra e um Fragmento de Chave.

No geral, as novas missões parecem ser um conteúdo para ocupar espaço até que o evento Festa na Piscina que sai no dia 2 de agosto. Apesar disso, para melhor promover a história do jogo, as missões podem ainda estar mais ligadas com o novo mapa. Atualmente, as missões não têm relação com o mapa além pedir jogadores para escolher certos campeões. A nova arte não é promovida de forma nenhuma, o que torna os prêmios dentro de jogo parecerem desarticulados e aleatórios.

Dito isso, a ênfase contínua da Riot Games em eventos baseados na história é uma boa maneira de deixar veteranos e jogadores novos interessados no jogo da mesma forma. Ligar os jogadores à narrativa maior por trás de LoL promove uma ligação mais pessoal com os campeões, já que os jogadores investem mais em cada história. O evento recente de Pyke destaca isso, e esperamos que a Riot continue a levar o jogo além de lutar em Summoner’s Rift.

Os jogadores terão duas semanas para completar todas as missões.