Faker: “A qualidade da solo queue na Coreia é muito mais baixa que a da Europa”

O tricampeão mundial está com dificuldades para encontrar bons oponentes e aliados nas ranqueadas da Coreia.

Foto de Colin Young-Wolff/Riot Games via Getty Images

Um dos jogadores mais conhecidos da cena profissional de League of Legends, frequentemente denominado o melhor de todos os tempos, expressou algumas dúvidas sobre a solo queue de sua região após passar um tempo na Europa para o Campeonato Mundial 2021.

Faker, meio da T1 e semifinalista do Mundial 2021, comentou em uma transmissão que jogar ranqueadas no servidor da Coreia do Sul era pior que no servidor EU, de onde ele jogou enquanto estava em Reykjavík, na Islândia. Ao dizer isso, Faker mostrou seu histórico de partidas no servidor sul-coreano, cheio de derrotas causadas por aliados ausentes e remakes. A lista de derrotas ia longe no histórico de partidas, e quase todas elas no nível Desafiante.

Ele falou do estilo de jogo das ranqueadas na Coreia. Faker acredita que os jogos lá, mais que em qualquer outra região, são determinados nos primeiros minutos ou terminam rapidamente devido ao mau desempenho dos aliados. “O negócio é que a qualidade da solo queue na Coreia é muito mais baixa que a da Europa”, disse Faker, segundo uma tradução da usuária do Twitter Gatamchun. “Aqui, 8 ou 9 a cada 10 jogos já começam perdidos.”

Muito dessa “baixa qualidade” que Faker encontra em suas partidas pode ter a ver com seu reconhecimento como jogador, além do fato de seu nome de invocador do LoL estar publicamente disponível em suas transmissões da Twitch. No Reddit, alguns usuários reconheceram que Faker costuma ser alvo de comportamentos negativos no servidor coreano. Muitos jogadores dificultam propositalmente as coisas para o próprio time quando percebem que estão jogando com o tricampeão mundial.

Os nomes de invocador de quase todos os jogadores profissionais de League of Legends estão disponíveis em vários sites, mas, por serem de ranques tão altos, a maior parte dos fãs nunca tem a oportunidade de jogar com eles.

Faker e a T1 tiveram uma bela jornada no Campeonato Mundial 2021, onde tentavam garantir o quarto título mundial da organização, mas foram eliminados na semifinal pelos campeões do ano passado — e seus rivais na LCK —, DWG KIA, que acabou perdendo a final contra a EDward Gaming e foi vice-campeã do Campeonato Mundial 2021.

Artigo publicado originalmente em inglês por Ethan Garcia no Dot Esports no dia 06 de novembro.