A Riot testou Arbustos de First Blood, dragões bebê e um Barão andarilho durante o desenvolvimento da pré-temporada de League

Nada estava fora de cogitação.

Imagem via Riot Games

Jogadores de League of Legends reclamando sobre a aleatoriedade das mudanças em Summoner’s Rift, pensem novamente. Nós poderíamos ter de lidar com um Barão Nashor andarilho.

A escritora da Riot Erika “Cashmiir” Haas falou com detalhes das mudanças de terreno em um post do Nexus hoje, dando aos fãs uma visão dos bastidores do que não deu certo.

Quando a equipe de Summoner’s Rift chegou à oficina, “nada estava fora de cogitação”, de acordo com Cashmiir. Isso levou a alguns recursos não convencionais sendo testados, o que certamente teria impactado a experiência do jogador.

Desenvolvedores experimentaram um “arbusto de First Blood” que apareceria no local exato da primeira morte. Se um jogador fosse morto sob sua torre, por exemplo, um abusto tornaria sua fase de rotas muito mais segura. Mas essa idéia foi anulada porque “não foi legal jogar contra isso”, disse o designer de jogos da Riot, Daniel “Rovient” Leaver.

Outra modificação cobriria a base em arbustos assim que os inibidores fossem destruídos. Mas isso fez o mapa parecer muito caótico.

Em sua busca por tornar os monstros uma parte maior da experiência no League, os desenvolvedores fizeram vários testes para incluir não jogadores na briga. Os dragões bebês que fortalecem os jogadores foram testados e os desenvolvedores exploraram a capacidade de “recrutar” acampamentos da selva derrotados para criar um grande exército de minions.

Isso funcionaria de maneira semelhante ao Portal Zz’Rot, onde monstros adicionais seguiriam lacaios ao empurrar o Nexus inimigo. Jogadores com o efeito do Barão podem recrutar os monstros vermelho e azul, assim como outros monstros da selva, para atacar a equipe adversária.

E um dos experimentos mais assustadores que não chegaram aos servidores ativos foi o Barão Nashor andarilho.

“O Barão deixaria seu covil, buscando brigas se fosse ignorado por muito tempo – essencialmente gritando: “VEM TRANQUILO PRO X1! CHEGOU A MINHA VEZ!”, disse Cashmiir.

Embora o Barão já seja um oponente terrível em seu covil, ser emboscado pelo monstro em outras partes do Rift seria um pesadelo.

Essas experiências obviamente não chegaram à pré-temporada de League , mas os desenvolvedores sabiam que queriam que os dragões tivessem um papel maior. Com uma grande reformulação no terreno do Rift, a Riot criou uma experiência verdadeiramente única sem alterar os componentes cruciais do jogo.

Para jogadores versados ​​nas mudanças da pré-temporada, prepare-se: a temporada de ranqueadas do League começa em 8 de janeiro.

Artigo publicado originalmente em inglês por Andreas Stavropoulos no Dot Esports no dia 23 de dezembro.