Dr Disrespect está ao vivo no YouTube

Depois de muitos anos transmitindo apenas na Twitch, o streamer passou para o YouTube Gaming.

Captura de tela via DrDisrespect

Depois de ser misteriosamente banido da Twitch em 26 de junho, Dr Disrespect finalmente fez seu retorno ao streaming hoje, no YouTube.

Dr Disrespect deu a entender que voltaria em uma transmissão ao vivo hoje no Instagram, preparando os fãs para seu retorno iminente. Depois, ele lançou uma nova música, chamada “Red Skies”, e depois fez seu retorno ao streaming no YouTube.

Depois da transmissão ao vivo no Instagram, Dr Disrespect adicionou um botão de assinatura ao seu canal do YouTube, uma função parecida com a da Twitch e que custa R$7,99 no canal dele. A transmissão de Dr Disrespect no YouTube, porém, ainda não faz parte de nenhuma parceria oficial com a plataforma, segundo o jornalista de esports Rod “Slasher” Breslau.

Desde que foi banido, em junho, Dr Disrespect lentamente deu a entender que voltaria. Em 16 de julho, ele mudou o link que estava em sua conta no Twitter da Twitch para o YouTube, o que indicava que ele mudaria de plataforma. No dia seguinte, Dr Disrespect publicou seu primeiro vídeo no YouTube depois de três semanas.

Apesar de ele ter sido banido permanentemente da Twitch, a plataforma não divulgou nenhum detalhe dos motivos da punição do streamer. Antes de ser banido, Dr Disrespect tinha mais de 4 milhões de seguidores na Twitch.

O streamer finalmente falou sobre a situação em duas entrevistas, com o Washington Post e a PC Gamer, ambas lançadas em 16 de julho. Na entrevista com a PC Gamer, ele disse que não sabia por que a Twitch o havia banido. Na mesma entrevista, ele também disse que não pretendia voltar à Twitch nunca mais, e estava pensando em tomar medidas legais contra a plataforma.

Em entrevistas, ele se recusava a comentar especulações sobre os motivos de ter sido banido. “Vi todas as teorias, vi todas as possíveis conspirações, só não tenho interesse em comentar esse tipo de coisa”, ele disse à PC Gamer. Ele comentou, porém, um rumor bem popular de que havia descoberto sobre o banimento em sua última transmissão ao vivo.

Dr Disrespect foi uma das primeiras personalidades de sucesso dos jogos online, e publicou sua primeira gameplay comentada em janeiro de 2010. Vários de seus vídeos foram publicados no epicentro dos jogos online da época, o canal da Machinima no YouTube. Em 2011, ele conseguiu emprego como gerente de comunidade da Sledgehammer Games, que na época estava desenvolvendo Call of Duty: Advanced Warfare. Ele continuou no emprego por vários anos.

Seu canal na Twitch começou a ficar popular mesmo em 2015, o que o fez sair da Sledgehammer e passar a ter as streams como trabalho em tempo integral. Como streamer em tempo integral, ele obteve muito sucesso, e venceu o prêmio de Streamer do Ano dos Esports Industry Awards em 2017 e 2019. Ele já se envolveu em diversas polêmicas, incluindo quando fez uma pausa das transmissões porque tinha traído sua esposa em 2017 e quando foi temporariamente banido da Twitch depois de transmitir diretamente de um banheiro público na E3 de 2019. Apesar disso, Disrespect conseguiu manter um público fiel, a quem se refere como Champions Club (Clube dos Campeões).

Artigo publicado originalmente em inglês por Aaron Alford no Dot Esports no dia 06 de agosto.