Activision Blizzard vai responder ao CEO Phil Spencer após aquisição pela Microsoft

Não se sabe se Bobby Kotick continuará em algum cargo de liderança na Activision Blizzard quando o acordo for finalizado.

Imagem via Microsoft

A Microsoft anunciou a compra da Activision Blizzard em uma transação de R$375 bilhões, uma das maiores negociações já vistas na história da indústria de jogos e entretenimento.

Por enquanto, Bobby Kotick continua sendo o CEO da Activision Blizzard e, quando o acordo for finalizado, a Activision Blizzard responderá diretamente ao CEO da Microsoft Gaming, Phil Spencer. Não se sabe se Kotick vai continuar em um cargo de liderança ou até mesmo na empresa quando a negociação for concluída.

A notícia da aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft vem apenas um dia após o Wall Street Journal relatar que Kotick vinha escondendo informações em meio a relatos de assédio sexual e conduta inapropriada na Activision Blizzard.

Supostamente, a Activision Blizzard demitiu mais de “três dúzias de funcionários” e advertiu cerca de 40 outros desde julho de 2021, quando o California Department of Fair Employment and Housing processou a empresa pelas denúncias de maus-tratos a funcionárias mulheres.

O CEO da Microsoft, Phil Spencer, se mostrou preocupado com as denúncias da Activision Blizzard. Ele e outros gestores da Xbox teriam reavaliado sua relação com a Activision Blizzard quando o Wall Street Journal relatou, em novembro de 2021, que Kotick estava ciente das várias alegações de conduta inapropriada e assédio sexual e, por muitos anos, não fez nada em relação a isso.

A Microsoft será a terceira maior empresa do mundo, atrás apenas da Tencent e da Sony, com a aquisição da Activision Blizzard. Jogos populares como Call of Duty, Overwatch e World of Warcraft passarão a fazer parte do catálogo do Xbox Game Pass.

Artigo publicado originalmente em inglês por Leonardo Biazzi no Dot Esports no dia 18 de janeiro.