Ninja e esposa fazem doação para streamers do Mixer | Dot Esports Brasil

Ninja e esposa fazem doação para streamers do Mixer

O popular streamer está tentando apoiar outros criadores.

Foto via ESPAT Media

Depois que a Microsoft anunciou que encerraria o Mixer no próximo mês, o maior streamer da plataforma está tentando ajudar alguns de seus colegas criadores de conteúdo.

Ninja e Jessica, sua esposa, doaram centenas de dólares para streamers do Mixer no dia 22, algo que Jessica disse que continuará a acontecer. Ninja twittou no início do dia que ele amava sua comunidade e “o que construímos juntos no Mixer”, e que ele tinha algumas decisões a tomar em relação ao futuro.

Ninja doou US$ 500 para o parceiro do Mixer, VinnyB, que usava um moletom do Ninja em stream. Vinny chorou ao agradecer a Ninja, que doou mais US$ 1.000. Jessica também doou US$ 200 para a parceira do Mixer s0apys, que também derramou lágrimas com a notícia.

Com a notícia do fechamento do Mixer, muitos criadores de conteúdo tentaram auxiliar os streamers impactados. O Facebook também está oferecendo US$ 2.500 para qualquer parceiro do Mixer que optar por mudar para o Facebook Gaming, mas alguns streamers e fãs estão compreensivelmente preocupados com o número de visualizações no Facebook.

Relacionado: Ninja atualiza as informações de seu canal inativo da Twitch

Apesar do serviço crescer mais do que a Twitch e o YouTube Gaming em porcentagem de crescimento ano a ano, a plataforma está em um distante terceiro lugar quando comparada à Twitch e ao YouTube Gaming em termos de horas assistidas, de acordo com um relatório da Stream Elements e do Arsenal. De fato, os espectadores do Facebook assistiram 291 milhões de horas de conteúdo em abril de 2020, muito abaixo dos 461 milhões do YouTube e dos 1,65 bilhão do Twitch.

Segundo informações, Ninja e Shroud receberam enormes ofertas para mudar para o Facebook, mas ambos optaram por sair e estão livres para negociar com outras plataformas de streaming. Os dois streamers foram os maiores nomes a deixar a Twitch em 2019 por outros serviços, sendo pagos milhões por acordos exclusivos com a plataforma da Microsoft.

Porém, nenhum dos dois chegou perto de manter o mesmo número de espectadores que atraíram na Twitch, e o Mixer mal registrou um aumento nas horas assistidas de abril de 2019 a abril de 2020.

Artigo publicado originalmente em inglês por Preston Byers no Dot Esports no dia 22 de junho.