4 DE maio DE 2018 - 16:12

Ana agora pode usar Estimulante em si mesma, mas só no modo Combate até a Morte

Uma nova atualização chegou no PTR de Overwatch.
Dot Esports Brasil: Writer and Translator | Redator e Tradutor
preview
Imagem via Blizzard Entertainment

Uma nova atualização do PTR foi adicionada ao servidor de testes de Overwatch.

Duas heroínas são o alvo da atualização: Ana e Brigitte. Brigitte terá o máximo de armadura por jogador em sua habilidade suprema, Reagrupar, diminuído de 150 para 100, conforme explicado pelo diretor de Overwatch Jeff Kaplan ontem. Quanto a Ana, seu Rifle Biótico não afetará mais aliados com vida cheia. É um pequeno ajuste que poderia fazer a cura no meio da batalha um pouco mais fácil. Chega de errar tiros em aliados críticos por sem querer curar aliados de vida cheia.

Ana receberá uma nova mudança, de acordo com um dos desenvolvedores de Overwatch Geoff Goodman. Seu tamanho de pente do Rifle biótico aumentará de 10 para 14, "o que deve ajudá-la a manter a sua atividade de cura e a permitir escolher com mais cuidado quando recarregar sua arma em vez de só curar até que a recarga seja forçada", Goodman disse. Isso ainda não chegou à versão atual do PTR, mas chegará em breve.

Veja também: Ana e Brigitte são as próxima heroínas de Overwatch a receber ajustes de balanceamento

A última alteração de Ana só é viável durante partidas de Combate até a Morte todos contra todos. Ela agora pode usar o Estimulante em si mesma. Isso é assustador.

Alguns jogadores de Overwatch no fórum criticaram os buffs na Ana, e disseram que a curandeira ainda tem pontos fracos consideráveis. Mas Goodman respondeu dizendo que um equilíbrio de pontos fortes e fracos é só uma parte da filosofia de design da Blizzard.

“Esse é um aspecto central do que torna as jogadas em equipes tão importantes em Overwatch," Goodman escreveu. “Se você tiver uma Ana em sua equipe, isso dará a você certas vantagens, como a possibilidade de ser curado de uma longa distância, ter uma suprema que favorece ofensivas e ter a possibilidade de desabilitar a cura em inimigos", Goodman escreveu.

Mas suas fraquezas (baixa mobilidade e baixa cura própria) devem ser gerenciadas para mantê-la viável.

Quando a Blizzard está interessada em melhorar uma heroína, ela nem sempre está interessada em remover os pontos fracos dela. “Muitas vezes preferimos amplificar as forças de um herói e torná-lo melhor no que já fazem, o que ainda deixa seus pontos fracos disponíveis para os inimigos explorarem e aliados gerenciarem", Goodman disse.

Nem Kaplan nem Goodman disseram quando o segundo buff em Ana chegará ao PTR de Overwatch. Essas mudanças, como sempre, provavelmente ficarão no PTR por um tempo antes de chegarem ao servidor oficial. 

Próximo Artigo