Os 7 melhores campeões de Legends of Runeterra do Chamado da Montanha

Classificamos os sete novos campeões para você testar o primeiro terço do conjunto seguinte.

Imagem via Riot Games

O segundo conjunto de Legends of RuneterraChamado da Montanha, está lançando sua primeira das três expansões hoje. Com este lançamento, 89 novas cartas, incluindo sete novos campeões, estão prontos para serem coletados.

Quatro desses campeões são da mais nova região, Targon. Todos eles suportam vários estilos de jogo, de agressão a controle e combos. Mas embora todos tenham habilidades variadas e emocionantes, é importante avaliar a viabilidade de cada um deles.

Aqui estão os sete melhores campeões de Call of the Mountain, de Legends of Runeterra .

7) Taric

Embora todo o arquétipo de Auxiliar pareça promissor no papel, a força dos seguidores de Auxiliar é poderosa, apesar dos campeões que vêm com ela. Embora Taric tenha um potencial enorme de combo com sua habilidade de duplicar feitiços, ele não tem uma configuração confiável se você estiver jogando em curva. Se você gastar mana em unidades impactantes, terá menos mana para gastar em feitiços significativos e vice-versa.

Mesmo que Taric tenha uma sinergia bacana com Gemas, ainda não é o suficiente para exercer pressão sobre um oponente. Quando comparado com Lulu e os outros nesta lista, Taric tem muito mais dificuldade no papel para subir de nível. Isso ocorre porque ele precisa estar no tabuleiro para ver os aliados com auxiliar ou como alvo de magias. Se Taric morrer antes de subir de nível, isso requer outro conjunto de investimentos quando você sacar seu segundo Taric.

Além disso, embora a imunidade a danos e morte seja boa para a rodada, não é muito melhor do que a durabilidade que o Robusto já traz, especialmente quando comparado com a quantidade de trabalho necessária para subir Taric de nível em primeiro lugar.

6) Lulu

A habilidade de Lulu de pressionar os oponentes se eles falharem em eliminar suas unidades compensa seus escassos atributos pelo custo. As habilidades de auxiliar de Lulu transformam suas unidades fracas em ameaçadores 4/4s que podem derrubar a maioria dos tabuleiros iniciais. Os jogadores que desejam usar um deck de Lulu precisam de uma tonelada de cartas de auxiliar para forçar subida de nível o mais rápido possível. Há uma grande diferença no nível de poder entre os níveis de Lulu.

Uma vez que Lulu sobe de nível, seu oponente está sob a constante ameaça de ter um momento difícil de agredir você e limpar seu tabuleiro se ele falhar em abrir o ataque a cada turno. Isso se deve à ajuda que Pix pode trazer com seu feitiço. A cada turno, você pode reforçar suas unidades com Barreira ou eliminar inimigos mais fracos com Vulnerável.

Mas como a própria Lulu é bastante fraca, pode ser difícil subir de nível ou colocá-la em um tabuleiro que também está se desenvolvendo e é mais forte do que ela.

5) Nocturne

Nocturne é uma parte do ciclo de cartas do Anoitecer que incentiva o lançamento de várias cartas em um turno para obter seu potencial máximo. Embora as cartas iniciais do Anoitecer possam não ser as mais fortes, há muita agressividade que pode ser extraída delas e dividida em vários decks. Nocturne, como uma carta agressiva ou de médio porte, pode conceder às suas unidades a habilidade de superar os oponentes enfraquecendo-os e estabelecendo trocas favoráveis ​​ou passando furtivamente pelos oponentes com Assustador.

Enquanto a viabilidade de subir Nocturne de nível depende da eficácia das cartas Anoitecer como um todo, um Nocturne com nível acima tem um tempo fácil de configurar tabuleiros letais devido às suas habilidades adquiridas. Com o poder de reduzir o ataque de inimigos e dar aos seus outros aliados Assustador, os oponentes devem ser rápidos para remover seu tabuleiro. Caso contrário, eles enfrentarão a ameaça de serem incapazes de se defender.

4) Diana

Como um ligeiro inverso de Nocturne, Diana é um pouco mais confiável sozinha desde o início. Embora seus atributos não sejam os melhores posteriormente, especialmente sem o Anoitecer ou de sua forma de nível dois, ela pode contestar facilmente os tabuleiros iniciais ao atacar devido ao seu Ataque Rápido. Quando combinada com Desafiador, ela pode muitas vezes se virar sozinha.

Embora uma Diana nível 2 não tenha as mesmas oportunidades letais de um Nocturne no mesmo nível, Diana sempre será capaz de assassinar a maioria das unidades inimigas sem esforço. Quando as duas forças de Anoitecer sobem de nível e se combinam, será fácil encadear várias cartas e escapar das ameaças dos oponentes.

3) Aurelion Sol

Enquanto uma criatura grande de custo 10 que efetivamente não faz nada no turno em que você joga pode não parecer ideal em qualquer meta que seja um pouco rápido, Aurelion Sol pode ser o mecanismo de valor mais assustador em todo o jogo com o bloqueio adequado. Ignorando a segurança que seu escudo mágico lhe traz, Aurelion Sol será capaz de evocar e gerar aleatoriamente o poder de cartas celestiais, concedendo a você acesso a vários outros finalizadores ou respostas poderosas.

Enquanto Aurelion Sol não tem o poder de finalização de jogo por conta própria que Sobrepujar ou Assustador poderia trazer, o Forjador de Estrelas pode criar oportunidades de finalização de jogo com outras cartas Celestiais, especialmente quando sobe de nível. Apesar de subir o nível de Aurelion Sol ser uma tarefa tremenda, mesmo que ele tenha naturalmente metade da força necessária para chegar lá, não é um objetivo final que precisa ser alcançado para usar seu poder.

2) Trundle

Freljord, como região, é uma das melhores em combate de médio porte e unidades em todo o jogo. Trundle exemplifica essa ideia por ser uma parede difícil de superar devido aos seus atributos naturais e Regeneração para mantê-lo pronto para cada luta. Assim que Trundle invocar seu Pilar de Gelo, a maioria dos decks baseados em combate irá parar forçadamente tentando lidar com ele.

Outro benefício de Trundle é que ele ajuda suas cartas com Contemplar baseados em Freljord, já que ele dá a você um acesso extra garantido a uma carta de custo superior a oito para segurar assim que for invocado.

Após a invocação do Pilar de Gelo, um Trundle nível 2 se tornará uma ameaça que se acumula constantemente devido ao seu Sobrepujar e ganho de poder. Combinado com a constante concessão de vulnerabilidade do Pilar, Trundle será capaz de destruir qualquer ameaça e se curar para lutar de novo.

1) Leona

O ciclo do Amanhecer deve ser temido, pois pode se encaixar em várias estratégias agressivas. Demacia midrange aprecia múltiplas opções agressivas que podem ganhar atributos de bônus grátis no início do jogo, decks de Yasuo aproveitam os atordoamentos grátis de Leona que ela pode trazer para a mesa, e decks mais lentos amam as unidades resilientes que podem aguentar até o final do jogo. Leona junta todas essas identidades para representar bem a ideia do Amanhecer: entre no tabuleiro rápido e na cara do seu oponente.

Com atributos já respeitáveis ​​para seu custo, Leona pode frequentemente repelir qualquer unidade no turno que você joga, ignorando o Atordoamento que ela traz para qualquer um que possa derrubá-la. Devido ao modo como a natureza de aumento de nível de Leona funciona e a quantidade de cartas de Amanhecer que podem ser colocadas em seu deck, é totalmente plausível que Leona suba de nível no turno em que você joga ela. Depois de subir de nível e com Rahvun, a Lança da Alvorada, Leona pode selar os jogos quando for sua vez de atacar.


Pegue esses campeões e incorpore-os em suas estratégias com a expansão de Chamado da Montanha.

Artigo publicado originalmente em inglês por Dylan Ladd no Dot Esports no dia 26 de agosto.