As melhores cartas de Legends of Runeterra lançadas em 2021

Os campeões lideraram o campo.

Imagem via Riot Games

O jogo de cartas digital colecionável da Riot Games, Legends of Runeterra, atingiu um bom ritmo em 2021 com o lançamento de múltiplas expansões e um modo de jogo alternativo bem recebido, Caminho dos Campeões.

Ao longo dos dois conjuntos e seis expansões do ano, a quantidade foi ainda mais desenvolvida com 88 campeões diferentes e uma nova região, Bandópolis. Isso trouxe cartas multirregionais para o jogo. 

O ano trouxe algumas das cartas mais poderosas do jogo para o cenário construído que mudou drasticamente a cada expansão lançada. Aqui estão as melhores cartas do LoR de 2021.

Aphelios

Imagem via Riot Games

O campeão do Anoitecer entrou no LoR no final do conjunto de Chamado da Montanha. Na primeira metade de 2021, Aphelios dominou as ranqueadas quando estava junto com Twisted Fate. O deck Águas de Sentina e Targon usava vários feitiços a cada turno para controlar o tabuleiro e rapidamente aumentar o nível de ambos os campeões.

O design de Aphelios permite um grande plano de jogo no estilo caixa de ferramentas com suas cinco armas lunari. Cada carta ajuda em diferentes estágios do jogo e cria um loop de jogabilidade interessante de jogar e percorrer as armas lunares, semelhante a sua contraparte em League of Legends.

As armas lunari foram atingidas por enfraquecimentos pesados, sendo transformadas em cartas de custo três. A diferença entre as de custo dois originais e o mana extra criou muitas oportunidades de contra jogo. Desde os enfraquecientos, Aphelios não faz parte do meta, mas seu design continua sendo um ponto alto para o LoR.

Nami

Imagem via Riot Games

Nami estreou no último conjunto do ano, Além do Bandobosque, e imediatamente assumiu o meta. O design da carta é interessante e tira vantagem de Sintonia e de mana de feitiço. A condição original para aumentar o nível de ganhar sete de mana de feitiço era muito poderosa. Nami poderia subir de nível no turno três e começar a dar às unidades + 2 / + 1 para cada feitiço lançado.

O enfraquecimento de sua condição de subida de nível para oito feitiços de mana foi o suficiente para equilibrá-la. Agora, ela está em um local agradável como um campeão de suporte útil e não a força dominante que ela era no momento do lançamento.

Pedra Esculpida

Imagem via Riot Games

Este feitiço de Shurima de Império dos Ascendentes é uma das cartas definitivas do conjunto. Este feitiço súbito de um de custo é sólido por si só e fica melhor em um deck com Monumentos. A carta original dava a uma unidade + 3 / + 1 se você jogou um Monumento naquele jogo. Foi um feitiço incrivelmente eficiente que quase garantia forçar uma troca em combate.

Reduzir o aumento de estatísticas para + 2 / + 1 ajudou a equilibrar a carta enquanto a mantinha competitivamente viável nos decks de Shurima. Ao olhar para Império dos Ascendentes e além, conforme os decks do Pantheon evoluem, Pedra Esculpida será uma das cartas-chave lançadas em 2021.

Poppy

Imagem via Riot Game

No dia do lançamento, Poppy foi uma carta monstruosa. Ao ser lançada, a carta entregava a si mesma e a outros aliados com poder igual ou inferior + 1 / + 1 durante o ataque. Com uma base de poder de quatro no nível um, Poppy era jogada na curva quatro e permitia um grande ataque. No auge da carta nas semanas após o lançamento de Além do Bandobosque, Poppy foi de longe a campeã mais jogada do jogo. 

Poppy teve seu poder reduzido e habilidade ajustada para dar aos apenas aos aliados o bônus de +1/+1. Isso transformou a carta de uma das melhores do jogo em um contribuidor sólido para os decks aggro de duas regiões.

Irelia

Imagem via Riot Games

Os decks Aggro em Runeterra são divididos entre decks de ataque rápido e decks de queima que usam uma combinação de unidades e feitiços. Irelia sobe de nível quando 14 aliados atacam. Isso pode ser alcançado facilmente quando combinada com Azir. A combinação de Azir e Irelia constitui um dos decks mais rápidos do jogo. 

O que faz de Irelia uma das melhores cartas do ano é sua versatilidade. Ionia é uma região que se enquadra em vários arquétipos principais e Irelia é uma das melhores campeãs de Ionia para decks agressivos.

Preservário

Nem todas as cartas do seu deck são uma ameaça. Cada deck precisa de várias cartas-chave que melhoram seus saques e ajudam a habilitar seu plano de jogo principal. O Preservário é uma carta sólida que une muitos decks diferentes de Shurima. 

Preservário compra um carta e, dois turnos depois, compra outra carta para você. Esta carta faz muito pelos decks de Shurima. A contagem regressiva ajuda a desencadear habilidades de Monumento em campeões como Ziggs e Taliyah. A compra de cartas encontra seus finalizadores ou respostas para a ameaça de um oponente.

Exploradora das Ruínas

Imagem via Riot Games

Exploradora das Ruínas foi uma das melhores cartas comuns de 2021. No lançamento, este seguidor de 6 | 4 entrou em campo com Escudo de Feitiço e Sobrepujar. Era uma ameaça difícil de matar que ria dos bloqueadores e anulava o primeiro feitiço de remoção usado nela. Exploradora das Ruínas trazia um impacto de campeão na forma de um seguidor de custo cinco. 

A carta eventualmente teve sua vida reduzida para três, o que a tornou mais fácil de matar em combate e vulnerável a uma ampla gama de feitiços de remoção. 

Artigo publicado originalmente em inglês por Xavier Johnson no Dot Esports no dia 29 de dezembro.