Todos os jogadores da franquia C9 Academy estão agora em equipes da LCS

A capacidade da C9 de desenvolver talentos será mostrada em 2020.

Foto via Riot Games

Muitos jogadores entraram e saíram da LCS depois da temporada de League of Legends de 2019. Mas enquanto as equipes se preparam para um novo ano competitivo na América do Norte, é importante reconhecer a capacidade da Cloud 9 de promover jovens talentos. Todos os jogadores da que começaram na franquia C9 Academy agora se juntaram a uma equipe da LCS para a temporada 2020.

O top Colin “Kumo” Zhao e o suporte Tristan “Zeyzal” Stidam agora jogam na Evil Geniuses, Robert “Blaber” Huang é o único caçador na C9, enquanto o mid Greyson “Goldenglue” Gilmer e o ADC que se tornou suporte Yuri “Keith” Jew começam a jogar pela Golden Guardians.

A C9 sempre foi elogiada por sua capacidade de fazer crescer novos jogadores da sua equipe Academy. A gerência da organização cuidou de seus jovens jogadores e hoje, os resultados são nítidos. A C9 também é uma das únicas equipes da NA que teve sucesso ao convocar uma grande quantidade de jogadores da Academy para jogar na sua equipe principal.

As equipes do League devem seguir o exemplo da C9 ao pensar no futuro de suas equipes e no futuro da região. Houve reclamações de fãs e analistas sobre como as equipes da NA têm sofrido em relação ao futuro. As equipes contratam constantemente veteranos ou jogadores de outras regiões, em vez de tentar encontrar novos talentos locais.

Até hoje, a maioria das equipes da NA tentam fazer as mesmas peças se encaixarem em diferentes equipes ou encontrar respostas no exterior. Ninguém está disposto a encontrar soluções na própria região, mesmo que sempre tenha funcionado para a C9.

Artigo publicado originalmente em inglês por Tyler Esguerra no Dot Esports no dia 30 de novembro.