Riot mexe no balanceamento da rota superior no Patch 9.5

Alguns campeões que estão no meta, como Yorick e Sylas, são atingidos, mas o terror de verdade é que Cho’Gath pode voltar.

Imagem via Riot Games

Ultimamente, uma das melhores rotas em termos de balanceamento tem sido a superior. Há uma grande variedade de campeões que são competitivos em partidas solo e no cenário profissional, e não há nenhum personagem com uma porcentagem ridiculamente grande de vitórias que sempre precise ser banido.

Mas, no Patch 9.5, a Riot está mirando no poder da rota superior e não temos certeza se todas essas mudanças serão boas. A maior parte delas tem como objetivo trazer de volta campeões que não vemos há algum tempo. Curiosamente, os poucos campeões que foram enfraquecidos não são exatamente opressivos.

Somando tudo isso, não temos certeza de qual foi a lógica aqui, além de mudar as coisas só porque sim. Mas aqui vão as melhorias e os enfraquecimentos da rota superior no Patch 9.5:

Melhorias

Akali

A Riot acha que os últimos enfraquecimentos da Akali consertaram o que havia de mais opressivo nela, e eles estão certos. A cura fazia dela uma opção extremamente atrativa para o competitivo, e era difícil jogar contra a invisibilidade.

Ela recebe aumento de atributos em diversas áreas: mais velocidade de movimento na passiva, mais dano no E e tempo de recarga da ultimate reduzido, especialmente no nível um. A nuvem de fumaça também foi atualizada para ser mais fácil de usar, mas estar dentro do alcance de ataque da torre ainda vai fazer com que ela seja revelada.

Agora, ela vai estar naquele estágio estranho em que é um pouco melhor para partidas solo, mas não ótima. E ainda não vai ser boa em partidas competitivas.

Dr. Mundo

Mundo recebe mais resistência mágica acumulada no E. Cada acúmulo agora dá 3% de resistência mágica, podendo chegar a 42% com o máximo de acúmulos. Essa é uma mudança bem boa, que aumenta a viabilidade do Mundo contra magos.

Gangplank

Gangplank ganha bem mais dano no E e na ultimate. Isso ajuda em todos os níveis, mas, no competitivo, a fase de rotas ainda é fraca. Ultimamente, as partidas tendem a terminar antes que o GP possa realmente atingir seu maior poder.

Cho’Gath

De primeira, a melhoria do Cho’Gath parece não fazer nada. Ele só causa um pouquinho mais de dano com o E, que escala. Em vez de 20/30/40/50/60, o dano agora é 22/34/46/58/70. Não importa muito na fase de rotas.

O que nos preocupa é que Cho’Gath está começando a dar as caras no meta profissional, apesar de a porcentagem de vitórias nas partidas solo ser baixa. Cho’Gath é um dos campeões mais ridículos do LoL, com várias formas de paralisar os oponentes em área, dano por porcentagem de vida e vantagem de alcance em relação a outros tanques. Qualquer poder que seja dado a este monstro é difícil de balancear no nível mais alto.

Neeko

Até a semana passada, não sabíamos o que Neeko era. Mas aí o jogador Sergen “Broken Blade” Çelik, da rota superior da TSM, mostrou como a fase de rotas dela pode ser opressiva. A Riot aumenta a duração do enraizamento do E dela, e provavelmente era necessário, já que ela não tem sido uma escolha popular em nenhum lugar desde o lançamento.

Enfraquecimentos

Só dois campeões estão sendo enfraquecidos e, sinceramente, não sabemos muito bem o porquê.

Sylas

Os jogadores profissionais descobriram que Sylas é uma escolha bem segura por causa da cura, do dano em área e da ultimate poderosa (olha, é meio tipo o que a Akali era!).

O Patch 9.5 balanceia o W para aumentar a cura nos primeiros níveis e diminuir nos últimos, mas com mais poder de habilidade. Isso vai incentivar Sylas com mais poder de habilidade, começando com o Bastão das Eras em vez de itens mais de tanque. Mas o Sylas tanque nunca foi tão bom assim, então isso não o prejudica como escolha no competitivo.

Yorick

Não sabemos por que Yorick está sendo o alvo quando campeões como Jayce e Kennen começaram a aparecer muito na rota superior. Prepare-se para ver muito mais desses dois no Patch 9.5.

Yorick nem é tão opressivo nos jogos solo: pode ser driblado e não causa tanto problema conforme o jogo avança quanto Riven e Jax. Então, é claro, a Riot enfraqueceu a ultimate dele, que agora causa menos dano.