Riot Games terá novo sistema antitrapaça para League of Legends e Projeto A

A Riot está levando a questão a sério.

Imagem via Riot Games

A Riot mostrou seus planos para um novo sistema antitrapaça, explicando o funcionamento e como ele vai afetar League of Legends, o jogo de tiro Projeto A e outros títulos futuros.

“Sua equipe antitrapaça favorita foi forçada a contra-atacar no Modo Usuário, dando certa vantagem aos trapaceiros”, a Riot escreveu no blog. “No entanto, por mais que gostemos de travar batalhas de segurança de software contra adolescentes, estamos adentrando um universo multijogos, e dar continuidade a essa guerra se tornará algo impraticável.”

A Riot optou por usar o “Modo Kernel”. O kernel é um programa de computador que trabalha no núcleo do sistema operacional, com controle completo de tudo no sistema. Em outras palavras, o kernel é a maior proteção de qualquer jogo ou software.

Imagem via Riot Games

“Nos últimos anos, desenvolvedores de cheats começaram a aprimorar vulnerabilidades ou corromper a verificação de assinatura do Windows para conseguir rodar seus aplicativos (ou partes deles) no nível do Kernel”, explica a Riot. “O problema é o seguinte: executá-los no Modo Kernel pode resultar na apreensão das chamadas de sistema (nas quais confiamos para recuperar nossos dados), e isso acaba modificando os resultados e os faz parecer legítimos, dificultando a nossa detecção do cheat.”

No momento, há diversos programas de trapaça que rodam em um nível mais alto de privilégio que o sistema antitrapaça da Riot. Usa-se hardware especializado para ler e processar a memória do sistema e, se bem-feito, não pode ser detectado pela Riot. 

Para combater isso, a Riot vai aproveitar o driver do kernel no futuro. Isso deve impedir os trapaceiros, ajudando a criar um ambiente mais tranquilo no LoL e, particularmente, no Projeto A.

Vários sistemas antitrapaça de terceiros, como EasyAntiCheat, Battleye e Xigncode3, usam o driver do kernel para proteger seus jogos, e a Riot vai seguir a tendência.

“O propósito desta atualização é monitorar a integridade do sistema (para podermos confiar nos nossos dados) e tornar a vida dos trapaceiros mais difícil se tentarem mexer nos nossos jogos (assim, você não poderá culpar os bots de mira pelas suas derrotas)”, diz o texto da Riot. “Será mais difícil de criar cheats indetectáveis, protegendo você de bots de mira, nos protegendo do Reddit e protegendo os trapaceiros de si mesmos.”

Artigo publicado originalmente em inglês por Jerome Heath no Dot Esports no dia 04 de fevereiro.