25 DE junho DE 2018 - 19:53

Rift Rivals 2018 chega a São Paulo com portas fechadas ao público

Vivo Keyd e KaBuM e-Sports representarão o CBLoL.
Dot Esports Brasil: Writer and Translator | Redator e Tradutor
preview
Foto via Riot Games

O Rift Rivals tentará incendiar a rivalidade entre o Brasil e as regiões norte e sul da América Latina no Rift Rivals 2018 sem público no estúdio, assim como em 2017.

A Riot Games anunciou nessa tarde de segunda-feira que a etapa sul-americana do Rift Rivals 2018 de League of Legends será realizada em São Paulo. O torneio, que será disputado entre as principais equipes do Brasil (CBLoL), América Latina Norte (LLN) e América Latina Sul (CLS), acontecerá de 4 a 8 de julho nos estúdios da Riot Games Brasil na capital paulista com portas fechadas ao público.

O local é o mesmo que comportou um público de aproximadamente 250 pessoas por dia durante a escalada da primeira etapa do Campeonato Brasileiro de League of Legends 2018.

O Brasil será representado pela campeã da primeira etapa do CBLoL 2018, KaBuM e-Sports, e a vice-campeã Vivo Keyd. Rainbow7 e Infinity eSports da LLN e Kaos Latin Gamers e Rebirth eSports da CLS também estarão no Rift Rivals por serem campeãs e vice-campeãs da etapa inaugural de seus torneios regionais de 2018.

Essa é a segunda edição do Rift Rivals, que foi criado em 2017 para aumentar a quantidade de torneios internacionais de League of Legends e colocar "adversários regionais uns contra outros em partidas pela vitória e pelo direito de contar vantagem."

Mas essa é uma rivalidade entre times que nunca se enfrentaram.

Times brasileiros como a RED Canids e a Vivo Keyd, que foram campeões do Rift Rivals sul-americano inaugural de 2017, nunca haviam enfrentado equipes da LLS e CLS até a criação do Rift Rivals. A KaBuM e-Sports também jogará pela primeira vez contra essas regiões em 2018.

As possíveis rivalidades e revanches entre duas equipes da mesma região, como KaBuM e-Sports e Vivo Keyd, são neutralizadas pelo formato colaborativo do torneio. Elas não se enfrentam durante o Rift Rivals, e suas vitórias individuais são somadas e transformadas em vitórias da região.

Sem torcida para incendiar as partidas e sem história de confrontos para ser mudada, o Rift Rivals sul-americano parece um novo torneio. Sem berros de torcedores adversários os pressionando, só jogadores que tiverem medo das câmeras se sentirão acuados nos confrontos entre esses rivais regionais que mal se conhecem.

A Riot Games não respondeu ao pedido do Dot Esports Brasil de um comentário sobre a ausência do público no estúdio.

As partidas do Rift Rivals 2018 poderão ser assistidas pela Twitch e pelo YouTube da Riot Games Brasil.

Próximo Artigo