O final do segundo ato de Arcane explicado

Todo mundo quer ser meu inimigo.

Imagem via Netflix, Riot Games

A primeira série animada da Netflix da Riot Games, Arcane, se aventurou em seu segundo ato neste fim de semana e deu aos fãs uma visão ainda melhor de alguns dos personagens que se tornaram os campeões que conhecemos em League of Legends.

Em vez de se concentrar na luta familiar de Jinx e Vi como a primeira parte do show, o segundo ato deu um passo para trás e colocou os holofotes nos campeões que residiam em Piltover: Caitlyn, Jayce, Heimerdinger e Viktor. Embora Vi e Jinx certamente não estivessem ausentes desses eventos, as relações entre esses habitantes de Piltover foram mais elaboradas após o intervalo de tempo introduzido neste ato.

No entanto, à medida que o ato se aproximava do fim, o futuro desses personagens permanecia mais incerto do que parecia no final do primeiro ato. Entre ser sequestrado, lutar contra a morte iminente e sucumbir à loucura, os personagens que conhecemos nos últimos seis episódios de Arcane têm muito pelo que se aventurar antes de se unirem no clímax da série no terceiro ato.

Você dá azar

A Powder que conhecíamos no início de Arcano já se foi. Em seu lugar está Jinx, uma garota que evoluiu com o tormento de seu passado, e tem dificuldade para deixá-lo para trás. A luz da loucura nos olhos de Powder após a destruição que ela causou no final do primeiro ato cresceu exponencialmente. Eventualmente, tomou conta de seu corpo inteiro, resultando na criminosa esguia, tatuada, de cabelo trançado e com múltiplas armas que os fãs já conhecem.

O segundo ato termina com Vi e Caitlyn finalmente encontrando Jinx, o que sobrou da ex-irmã de Vi. Embora a reunião entre elas seja tocante no início, a presença de Caitlyn sinaliza perigo para Jinx desde que Sevika avisou que Vi havia unido forças com uma Defensora de Piltover.

As vozes dentro da cabeça de Jinx, que acompanham a personagem ao longo desse ato, começaram a assumir. Sua confiança em Vi, que ela havia recuperado momentaneamente, começou a diminuir, assim como Jinx perdeu sua confiança em Silco depois que ele mentiu sobre o paradeiro de Vi.

Antes que Jinx tenha a oportunidade de criar destruição em massa como ela fez no dirigível e no edifício de Piltover, os Fogolumes mais uma vez aparecem para acabar com a festa, aparentemente mirando na própria Jinx. Quando Vi percebe a nova natureza violenta de Jinx em ação, ela começa a gritar freneticamente por sua irmã, deixando-se vulnerável para ser sequestrada por um membro dos Fogolumes. Jinx mal teve tempo de reagir, deixando Jinx e Vi separadas mais uma vez para fechar o penúltimo ato.

Esta Jinx é o que os fãs estavam esperando. O estilo de animação de Arcane enfatiza essa turbulência interna que afligiu a garota antes conhecida como Powder, constantemente oscilando entre as imagens mostrando sua instabilidade. No entanto, o que foi confirmado a partir do segundo ato é que essa falta de controle decorre do trauma induzido pela morte não intencional de seus amigos e da figura paterna, bem como da rejeição de Vi. Cada vez que Jinx sucumbe ao seu tormento, diferentes cenas aparecem na tela, incluindo flashbacks da explosão nas docas e o nome “Vi” piscando ao redor. Jinx até cria cópias falsas de seus amigos dentro de sua base para lhe fazer companhia, aqueles não podem morrer, como uma tentativa de se agarrar a esse pedaço de si que Silco tem tentado desesperadamente se livrar. Ela parece atingir o objetivo de Silco durante seu confronto com Vi.

No entanto, Jinx enfrenta outro dilema no final do ato. Mais uma vez separada de sua irmã, mas desta vez fora do alcance de Silco, ela está livre para tomar suas próprias decisões. O terceiro ato revelará se ela decidirá resgatar Vi, perseguir seu cristal perdido ou seguir um caminho diferente.

“Mas você é tão doce, como um cupcake”

Caitlyn, que apenas alguns episódios antes lutou com as limitações de sua juventude, finalmente se consolidou como uma oficial da força de segurança de Piltover no final do segundo ato. Ela também demonstrou uma amizade crescente, ou talvez até mais do que isso, com Vi.

As duas lutaram para manter um terreno comum enquanto se aventuravam pelas ruas de Zaun em busca de Silco e Jinx devido às restrições que Caitlyn e Vi tinham uma com a outra. A separação causada pela falta de compreensão sobre seus dois estilos de vida drasticamente opostos diminuiu durante seu tempo juntas na cidade baixa.

Embora não entendendo inteiramente os planos de Vi nem como atravessar a cidade subterrânea, Caitlyn se levanta para procurar uma maneira de cuidar do ferimento de Vi, chegando a trocar seu rifle por uma poção que poderia salvar a vida de sua nova amiga. As duas criam um caos coordenado para escapar das garras de Silco quando ele as emboscou em uma parte de Zaun que abrigava as pessoas “nas quais os altaneiros não querem pensar”. Enquanto elas escapavam, Vi avistou o sinalizador azul que ela deu a sua irmã no primeiro ato.

A segunda parte de Arcane também deu aos telespectadores uma visão melhor do status de Caitlyn em Piltover, onde ser de uma casa nobre não garante os luxos que poderíamos imaginar. Caitlyn é constantemente ridicularizada por seus colegas oficiais como não pertencendo a suas fileiras, assim como por tentar se colocar em lugares aos quais ela não pertence, o que pode levar à ruína as conspirações corruptas de Marcus com Silco.

Esse senso de curiosidade é o que move Caitlyn, permitindo que ela tenha um encontro casual com Vi e aprenda sobre os segredos sobre Silco que o xerife de Piltover estava escondendo da cidade.

O paradeiro de Caitlyn no final do segundo ato é desconhecido. Ela e Jinx permanecem após o ataque dos Fogolumes, embora apenas Jinx permaneça de pé enquanto os créditos rolam. Neste ponto, Caitlyn havia prejudicado o relacionamento com os conhecidos que ela tinha em Piltover para embarcar nesta investigação privada. Ela também perdeu Vi, e sua crescente conexão, com os sequestradores, deixando a Defensora de Piltover sozinha, sem sistema de apoio nas ruas de Zaun. Vi avisou que a cidade baixa “iria comê-la viva”. Com Silco em seu encalço e sem ter como se defender, sua situação parece desoladora.

Os cientistas (loucos) se reúnem

Enquanto Jayce assumia o papel de Conselheiro e expulsava Heimerdinger do Conselho, a paixão de Viktor pela Hextec cresceu a taxas alarmantes, enquanto sua expectativa de vida continuava a despencar. 

Viktor descobre que a mais nova criação da dupla, que ele chama de Núcle Hex, reage à matéria orgânica, mas qualquer matéria orgânica que ajude a florescer decai quase imediatamente. Jayce acredita que esta pode ser a maneira de salvar a vida de seu parceiro depois que Viktor lutou para sobreviver aos efeitos da fumaça a que foi exposto enquanto vivia em Zaun. Heimerdinger, por outro lado, percebe o Núcleo Hex como um grave perigo para todos em Runeterra, tendo uma visão do poder das Runas e relacionando-o com o poder que o Núcleo Hex contém.

Heimerdinger reconhece que Viktor mudou de alguma forma, aparentemente corrompido pelo potencial que ele acredita que o Núcleo Hex, e, por extensão, a tecnologia Hextec, possui. Mesmo assim, Viktor se recusa a acatar os avisos de Heimerdinger.

O último episódio mostra mais sobre a infância de Viktor, descobrindo que ele não poderia participar das mesmas atividades que outras crianças ao seu redor faziam devido à sua fragilidade. Em vez disso, ele gostava de suas invenções.

Sua curiosidade faz com que ele encontre um estranho em uma caverna, trabalhando para manter vivo uma criatura mutante. Mais tarde, ele voltou para a caverna apenas para descobrir que o homem se recusou a deixar a criatura morrer, forçando-a a viver com dor. 

Após o confronto com Heimerdinger, Viktor retorna ao laboratório do estranho. A criatura ainda está agarrada à vida dentro de um grande tubo. Na frente dele está o campeão careca e usando lenço no pescoço que os jogadores do LoL adoram odiar: o Químico Louco, Singed. Viktor admite que finalmente entende o que Singed tentou alcançar com seus experimentos de mutação, aparentemente se oferecendo como uma cobaia. Presumivelmente, Viktor deseja prolongar sua vida para que possa continuar suas pesquisas com a Hextec e deixar uma marca no mundo.

Com o Núcleo Hex e o famoso braço robótico de Viktor agora presentes no show, a transformação de Viktor no homem robótico com o qual os jogadores do LoL estão familiarizados parece iminente. A clara obsessão de Viktor com as capacidades da Hextec em Arcane alinha-se fortemente com o que foi estabelecido em sua história do LoL. Baseado em seu arco, ele pode acabar se consolidando como outro vilão que os protagonistas da série, especialmente Jayce, terão que superar. 

Artigo publicado originalmente em inglês por Ethan Garcia no Dot Esports no dia 14 de novembro.