MEGA Esports: “O que a Riot está fazendo com a [LST] torna financeiramente impossível criar uma equipe competitiva”

Os campeões consecutivos da LST foram acusados ​​de não pagar seus jogadores.

Foto via Riot Games

Faz quatro dias que a equipe do League of Legends, sediada na Tailândia, MEGA Esports, recebeu uma decisão competitiva da Riot Games por não pagar os salários de seus jogadores. A equipe finalmente divulgou uma declaração sobre a situação e como eles “viram um rápido declínio no apoio da Riot” para a região.

“Vimos premiações diminuírem, as temporadas locais diminuírem ou até desaparecerem e os torneios se transformarem apenas em eventos on-line”, disse a equipe, em comunicado oficial. “Isso pouco contribui para aumentar o interesse nessa região, nem permite que as organizações monetizem equipes por meios tradicionais”.

A MEGA levantou essa questão para explicar que eles estavam lutando para pagar aos jogadores e disse que, por causa disso, a equipe precisava complementar a receita, considerando a transmissão e a criação de conteúdo em seus contratos de jogadores. De fato, a MEGA disse que eles tinham que confiar na criação de conteúdo, patrocínio e interesse da comunidade para pagar seus jogadores, mas que isso não era suficiente.

A declaração também alegou que a MEGA estava apenas alguns meses atrasada em seus salários de jogadores, e não um ano inteiro, como foi relatado anteriormente. A equipe também disse que pagou bônus aos jogadores por chegar ao Mundial. A gerência também criticou a Riot por expulsar a equipe da liga em vez de encontrar maneiras de ajudar a organização ou seus jogadores. A MEGA também alegou que a Riot não deu à equipe nenhum prêmio em dinheiro por sua aparição no Mid-Season Invitational (MSI) de 2019.

“Não é de admirar que as principais equipes do Sudeste Asiático não possuam uma equipe de League of Legends“, disse MEGA. “Achamos hipócrita que a decisão deles seja tomada quando nossa equipe nem sequer recebeu o prêmio em dinheiro pela MSI, que é mais do que o dobro do tempo em que nos atrasamos em nossos pagamentos de salário”.

O futuro da equipe ainda está na balança; nenhum de seus jogadores atuais declarou suas intenções para a temporada 2020. O ex-jungler Juckkirsts “Lloyd” Kongubon anunciou sua aposentadoria no mesmo dia em que a Riot anunciou sua decisão.

Artigo publicado originalmente em inglês por Tyler Esguerra no Dot Esports no dia 30 de novembro.