Forgot password
Enter the email address you used when you joined and we'll send you instructions to reset your password.
If you used Apple or Google to create your account, this process will create a password for your existing account.
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.
Reset password instructions sent. If you have an account with us, you will receive an email within a few minutes.
Something went wrong. Try again or contact support if the problem persists.
Captura de tela via TSM

Mayumi se junta à TSM como streamer e criadora de conteúdo

Ela será a primeira brasileira a ingressar na organização.

O nome Mayumi se tornou um ícone no mundo de League of Legends. Aos 18 anos, ela se tornou uma das criadoras de conteúdo mais populares aqui no Brasil, com sua carreira começando como profissional de suporte no CBLoL. 

Recommended Videos

As streams de Mayumi conquistaram fãs em todo o mundo e agora ela está expandindo seu alcance global ao se juntar à organização de e-sports da América do Norte TSM, anunciada hoje via Twitter. Em entrevista exclusiva com Lara Lunardi para Dot Esports, ela explicou que este foi um “passo muito importante” em sua carreira, oferecendo a oportunidade de unir os cenários brasileiro e norte-americano do LoL sem mudar o estilo pessoal de conteúdo que ela pratica. 

O plano, segundo Mayumi, é viajar e criar conteúdo no exterior mais adiante. Por enquanto, ela continuará transmitindo em português, mas se a demanda por conteúdo em inglês for alta o suficiente, ela considerará as transmissões semanais em inglês para atender ao público europeu e americano.

“Vou fazer minhas streams normalmente”, disse Mayumi. “Vou me concentrar em fazer vídeos e coisas assim, e então criaremos mais conteúdo mais tarde.” 

A reputação da TSM em e-sports foi a principal atração para Mayumi neste negócio depois que ela foi abordada pela CEO da TSM, Leena Xu, no Twitter. “Eu realmente admiro o trabalho deles e acho que eles vão me ajudar a crescer e cuidar de mim muito bem”, disse ela, também citando o apoio da LCS ao SwordArt como uma de suas principais motivações para entrar na lista. 

Existem planos para um boot camp com as equipes da LCS assim que a quarentena terminar, e um x1 contra SwordArt está nos planos, embora Mayumi disse que ela terá que escolher o campeão, caso contrário, seria “imoral”. 

Como SwordArt é uma inspiração para ela, a própria Mayumi é uma inspiração para várias mulheres na comunidade de jogos. Com relação ao seu papel como uma figura inspiradora, ela diz que “[ela está] muito, muito grata a todos” que a apoiaram até agora em sua jornada.

“Não esperava essa repercussão e todo esse espaço que posso conquistar, e fico feliz em abrir esse caminho para as meninas e também para as brasileiras”, disse Mayumi. 

A comunidade brasileira é muitas vezes sub-representada no cenário global no LoL, mas Mayumi disse que é uma comunidade em que “todos são muito pró-ativos e todos querem melhorar o cenário”. Nos últimos anos, a comunidade construiu inúmeras campanhas e organizações para aumentar a participação de grupos minoritários nos e-sports, principalmente por meio do Sakuras Esports, que foi criado para facilitar a participação das mulheres no jogo. Mayumi deu seus primeiros passos no mundo dos e-sports por meio do Sakuras Esports e creditou a organização por sua capacidade de entrar no cenário.

Mayumi tem como objetivo trazer essa diversidade e inclusão para seu próprio conteúdo e “criar um espaço seguro” para aqueles que se sentem condenados ao ostracismo no mundo dos jogos. Esta inclusão global é algo que a TSM espera encorajar, afirmando que trabalhar ao lado da equipe campeã dará a ela os “recursos e suporte necessários para realizar seus sonhos”.

Os fãs poderão encontrar Mayumi em seu TwitchInstagram e Twitter.


Siga-nos no  YouTube  para mais notícias e análises de e-sports.

Artigo publicado originalmente em inglês por Meg Kay no Dot Esports no dia 30 de janeiro.

Author
Image of Raul Rocha
Raul Rocha
Freelance writer for Dot Esports. Playing video games since childhood, Raul Rocha has over twenty years experience as a gamer and four years translating and writing gaming news.