Cronograma acelerado de lançamentos da Riot é, na verdade, uma coisa boa

O problema é que diminui a chance de conseguir seu favorito no ARAM, mas só isso.

A Riot Games tem lançado muitos novos campeões para League of Legends nos últimos tempos e os jogadores não sabem se isso é bom. O mais recente, Sett, foi divulgado no mesmo dia em que seu antecessor, Aphelios, chegou ao jogo. Aphelios, por sua vez, veio quase imediatamente depois de Senna, que foi revelada e lançada com a True Damage no Campeonato Mundial 2019.

São três campeões em um curto espaço de tempo, muito mais curto do que os jogadores de LoL estão acostumados. Normalmente, são quatro ou cinco campeões lançados ao longo do ano ou da temporada competitiva. Com Sett, são três em aproximadamente dois meses, isso levando em conta que Qiyana, Sylas e Yuumi já foram lançados em 2019. Apesar de este ano não ter sido o que teve mais campeões lançados, o intervalo entre eles está muito menor à medida que 2020 se aproxima.

Isso fez com que surgisse um debate no Twitter, no Reddit e no fórum oficial do LoL: estaria a Riot lançando campeões demais em pouco tempo, ou seria esse cronograma acelerado, na verdade, uma coisa boa?

Preprando o terreno para a pré-temporada

Imagem via Riot Games

O momento do lançamento é a pauta, mas a resposta parece ser a pré-temporada. Todos os lançamentos rápidos estão acontecendo durante a pré-temporada, o que é bom, especialmente para os jogadores profissionais. O tempo permite que eles testem os novos campeões antes de começarem as partidas profissionais, o que permite mais versatilidade no palco. Ter mais opções significa um jogo mais empolgante, o que também é bom para os espectadores.

Os jogadores casuais se beneficiam pelos mesmos motivos. Lançamentos na pré-temporada dão a chance de se familiarizar com os campeões antes da temporada ranqueada. Mais tempo permite mais conhecimento dos campeões, o que é melhor para todos.

Os jogadores já reclamaram de grandes mudanças acontecerem no meio da temporada, então trazer essas novidades agora é esperto por parte da Riot. Isso foi dito de novos campeões e de atualizações completas. É preciso ter mais tempo para se familiarizar antes da temporada ranqueada, os jogadores pediram isso e a Riot parece estar ouvindo. Prestar atenção às críticas válidas dos jogadores e fazer mudanças com base nisso é ótimo, e algo que deveria ser incentivado.

Mais conteúdo não é ruim

Imagem via Riot Games

Mais opções significam mais oportunidades para os jogadores encontrarem campeões com que se identifiquem. Olhando especificamente para Senna, Aphelios e Sett, é evidente como são diferentes em habilidades e estilo. Sett é um colosso da rota superior, Aphelios é um atirador com apenas duas habilidades (de certa forma) e Senna é uma suporte atiradora que pode ser usada de diversas formas. Três campeões diferentes com três possibilidades completamente diferentes. Com mais opções, os jogadores têm mais formas de aperfeiçoar suas habilidades.

Mais campeões sendo lançados também significa mais espaço para experimentação da Riot. A desenvolvedora pode brincar com diferentes habilidades, o que enriquece a experiência para todos. Aphelios é um ótimo exemplo disso. Aphelios se diferencia dos outros campeões com suas duas habilidades e interface única. As mecânicas são diferentes e a Riot pode usar isso como teste para saber se compensa fugir de seu próprio padrão de design.

O maior problema de lançar tantos campeões novos de uma vez é que o custo deles é alto. Isso dificulta que os novos jogadores tenham acesso a eles e adiciona uma barreira ao jogo. LoL já pode ser difícil para os novos jogadores e adicionar mais campeões que eles não podem comprar é adicionar mais um obstáculo. Todo novo campeão custa 7.800 essências azuis (EA) na primeira semana e 6.300 EA depois disso. Somar isso a todos os outros campeões que já estão no jogo (146 até o momento) custando caro cria uma alta quantidade de campeões que os novos jogadores não podem usar. Mas isso já era um problema antes de tantos campeões serem lançados juntos.

É esperto da parte da Riot adicionar os novos campeões o quanto antes, principalmente pelo momento. E é uma boa notícia que a Riot esteja levando a opinião dos jogadores a sério e usando isso para se guiar, além de trazer novas opções de estilos de jogo para treinar na pré-temporada.

Em outras palavras, essa não deveria ser nossa discussão. Deveríamos nos concentrar no mais importante, como descobrir se Draven é o pai de Sett.

Artigo publicado originalmente em inglês por Aaron Mickunas no Dot Esports no dia 13 de dezembro.