Garena revela planos de e-sports para Free Fire no Brasil em 2020

O formato garante eventos de e-sports o ano todo para os fãs.

Imagem via Garena

Depois de um tremendo 2019, a Garena revelou seus planos de e-sports de 2020 para o Free Fire no Brasil. A Liga Brasileira de Free Fire (LBFF) substituirá a Free Fire Pro League (FFPL) em 2020.

A LBFF será dividida em três divisões (A, B e C) e ocorrerá em três temporadas ao longo do ano, garantindo eventos de esports durante todo o ano. Várias etapas da LBFF serão tocadas no Studio One, dentro do complexo do Estúdio Quanta em São Paulo, que foi chamado de nova casa do Free Fire no Brasil.

Imagem via Garena

Primeira Temporada

A primeira temporada, que começará em 1º de fevereiro, não terá a Série B, que será introduzida na segunda etapa com base nos resultados da temporada anterior.

A Série A é o nível mais alto da liga. Ele será composto pelas 12 melhores equipes de Free Fire do país, incluindo Corinthians, LOUD, Team Liquid, Black Dragons, RED Canids, FURIA, INTZ, Prodigy, SKS, B4, paiN Gaming e Vivo Keyd.

A divisão mais baixa é a Série C, que terá centenas de equipes de todo o Brasil. Esta divisão servirá como um local para novas equipes e jogadores emergirem no circuito competitivo. As equipes participantes desta divisão terão que passar por várias eliminatórias. As oito melhores equipes daqui irão diretamente para a Série A.

A nona à 42ª equipe da Série C se classificará para a Série B. Junto das duas ultimas equipes da Série A, que serão rebaixadas automaticamente.

Até o final da primeira temporada, a Série A será composta por 18 equipes, e a Série B terá 36 equipes.

2ª Temporada

Como a primeira temporada serve de base para a construção da LBFF, as temporadas seguintes terão um formato ligeiramente diferente.

No final desta temporada, as duas ultimas equipes da Série A passarão para a Série B. As 12 melhores equipes da Série A, por outro lado, passarão para as finais que serão realizadas como um evento separado.

Os dois melhores times da Série B passarão direto para a Série A. Além disso, do 13º a 16º colocados da Serie A entrarão em um grupo de acesso. Este grupo também terá as duas ultimas equipes das finais da Série A, junto com os 3º a 8º colocados da Série B.

Portanto, o Grupo de Acesso terá 12 equipes, seis da Série A e outras seis da Série B. As seis principais equipes deste grupo se qualificarão para a Série A, enquanto as seis últimas continuarão na Série B.

No final da temporada, as 12 últimas equipes da Série B serão substituídas pelas 12 melhores equipes da Série C.

É provável que o formato da segunda temporada continue na terceira temporada.

Artigo publicado originalmente em inglês por Wasif Ahmed no Dot Esports no dia 29 de janeiro.