Como assistir à final da BLAST Premier Spring

O campeonato online, com premiação de US$425.000, vai de 15 a 20 de junho.

Imagem via BLAST

Oito dos melhores times de CS:GO no mundo se enfrentarão na final da BLAST Premier Spring a partir de terça-feira, 15 de junho, às 10:30 BRT.

O campeonato será realizado na Europa e de forma completamente online devido à pandemia de coronavírus, mas a Evil Geniuses estará lá representando a América do Norte. A BLAST Premier oferecerá uma premiação total de US$425.000 (cerca de R$2,1 milhões) e o vencedor também garantirá sua vaga para a World Final, a final mundial que acontece em dezembro e tem premiação de R$5 milhões.

Entre os times, estão a Gambit, melhor time de CS:GO do mundo atualmente, que acabou de vencer a IEM Summer 2021 levando a melhor sobre a OG no primeiro campeonato com Ancient, o novo mapa que entrou no lugar de Train na rotação.

Confira tudo que você precisa saber sobre a final da BLAST Premier Spring.

Transmissão

Você pode assistir a todas as partidas da final da BLAST Premier Spring no canal da BLAST Premier na Twitch. Não haverá partidas simultâneas, então você só precisa saber quando seus times favoritos vão jogar.

Formato

Os oito times foram divididos em uma chave de eliminação dupla composta apenas de partidas melhores-de-três. O campeonato começa na terça-feira, 15 de junho, e termina no sábado, 20 de junho, com a final de consolação e a grande final.

O evento terá premiação total de US$425.000 (cerca de R$2,1 milhões). O vencedor levará para casa a maior fatia (US$250.000, cerca de R$1,2 milhão) dela e garantirá uma vaga na final mundial da BLAST Premier em dezembro, enquanto o segundo e o terceiro lugar ganharão US$85.000 (R$425.000) e US$40.000 (R$200.000), respectivamente.

Times

Gambit

  • Dmitry “sh1ro” Sokolov
  • Abay “Hobbit” Khassenov
  • Sergey “Ax1Le” Rykhtorov
  • Vladislav “nafany” Gorshkov
  • Timofey “interz” Yakushin
  • Técnico: Konstantin “groove” Pikiner

Natus Vincere

  • Oleksandr “s1mple” Kostyliev
  • Denis “electronic” Sharipov
  • Kirill “Boombl4” Mikhailov
  • Ilya “Perfecto” Zalutskiy
  • Valerii “B1T” Vakhovskyi
  • Egor “flamie” Vasilev (sexto jogador)
  • Técnico: Andrii “B1ad3” Gorodenskyi

G2

  • Nikola “NiKo” Kovač
  • Nemanja “huNter-” Kovač
  • Nemanja “nexa” Isaković
  • Audric “JaCkz” Jug
  • François “AmaNEk” Delaunay
  • Técnico: Damien “maLeK” Marcel

BIG

  • Johannes “tabseN” Wodarz
  • İsmailcan “XANTARES” Dörtkardeş
  • Florian “syrsoN” Rische
  • Nils “k1to” Gruhne
  • Tizian Feldbusch
  • Técnico: Dustin “DuDe” Großmann

Ninjas in Pyjamas

  • Nicolai “dev1ce” Reedtz
  • Nicolas “Plopski” Zamora
  • Hampus Poser
  • Fredrik “REZ” Sterner
  • Linus “LNZ” Holtäng
  • Técnico: Björn “THREAT” Pers

Complexity

  • Benjamin “blameF” Bremer
  • Kristian “k0nfig” Wienecke
  • Valentin “poizon” Vasilev
  • Justin “jks” Savage
  • William “RUSH” Wierzba
  • Técnico: Jamie “keita” Hall

Evil Geniuses

  • Vincent “Brehze” Cayonte
  • Tsvetelin “CeRq” Dimitrov
  • Peter “stanislaw” Jarguz
  • Owen “oBo” Schlatter
  • Michał “MICHU” Müller

FaZe Clan

  • Håvard “rain” Nygaard
  • Helvijs “broky” Saukants
  • Russel “Twistzz” Van Dulken
  • Finn “karrigan” Andersen
  • Olof “olofmeister” Kajbjer
  • Técnico: Robert “RobbaN” Dahlström

Programação

Terça-feira, 15 de junho

  • 10:30 BRT: Gambit vs. EG
  • 13:30 BRT: NiP vs. Complexity

Quarta-feira, 16 de junho

  • 07:30 BRT: G2 vs. BIG
  • 10:30 BRT: Na’Vi vs. FaZe
  • 13:30 BRT: Chave dos perdedores, primeira rodada, primeira partida

Quinta-feira, 17 de junho

  • 07:30 BRT: Chave dos perdedores, primeira rodada, segunda partida
  • 10:30 BRT: Primeira semifinal da chave dos vencedores
  • 13:30 BRT: Segunda semifinal da chave dos vencedores

Sexta-feira, 18 de junho

  • 10:30 BRT: Primeira semifinal da chave dos perdedores
  • 13:30 BRT: Segunda semifinal da chave dos perdedores

Sábado, 19 de junho

  • 10:30 BRT: Final da chave dos vencedores
  • 12:30 BRT: Final da chave dos perdedores

Domingo, 20 de junho

  • 10:30 BRT: Final de consolação
  • 14:30 BRT: Grande final

Principais histórias para acompanhar

A FaZe está passando por um período difícil. Os dias em que a equipe era chamada de supertime certamente ficaram para trás e o retorno do dinamarquês karrigan não resolveu os problemas. Marcelo “coldzera” David surpreendeu a todos quando se colocou na reserva no começo do mês, então a FaZe novamente recorreu a um rosto familiar. Eles jogarão com olofmeister outra vez e, desta vez, parece permanente, ao menos de acordo com Twistzz. Mas será que olofmeister tem motivação suficiente? Sua experiência vai ajudar a FaZe a sair da fase difícil? O início será complicado, contra a Na’Vi, mas derrotar alguém como s1mple pode melhorar a energia da equipe, caso isso aconteça.

Existe algum time que seja capaz de superar a Gambit no momento? A poderosa equipe russa venceu a IEM Summer no final de semana passado, embora tenha entrado na fase eliminatória pela chave dos perdedores por perder para a Vitality na segunda rodada do campeonato. Ninguém exceto a Astralis em seu ápice mostrou a consistência que a Gambit vem mostrando no momento, especialmente nas partidas que mais importam, como a fase eliminatória da IEM Summer. Eles derrotaram a EG, a G2 e a OG (grande final melhor-de-cinco) sem perder nenhum mapa, incluindo contra a G2 no Ancient, que é um mapa novo para todo mundo.

Talvez a Na’Vi, maior rival da Gambit na região CEI, seja a única equipe capaz de derrotá-la no momento. E fez isso há pouco tempo, na grande final do DreamHack Masters Spring em maio, onde derrotou a Gambit por 3-0. Mas, para isso acontecer outra vez, s1mple e electronic precisarão manter seu alto nível de sempre e, além disso, um terceiro jogador precisará contribuir com mais eliminações. B1T fez isso no DreamHack Masters Spring, mas será que ele consegue repetir o feito agora que a Gambit sabe que a Na’Vi está jogando com ele em mais mapas no lugar de flamie? Os fãs de CS:GO estarão curiosos para saber que versão da Na’Vi vai aparecer na final da BLAST Premier Spring: o time que pode ser um dos melhores ou o time que não consegue vencer nem quando s1mple está em seu melhor.

Será que algum dia a G2 será uma ameaça real? O time internacional dos bálcãs teve dificuldades nos primeiros meses com o astro NiKo e seu primo huNter-. As coisas melhoraram consideravelmente quando JaCkz voltou para funcionar como suporte, com AmaNEk assumindo a AWP de NiKo mais tarde, surpreendendo com suas habilidades de atirador de elite top 10. Mas nem isso fez a G2 começar a vencer, já que o time ainda não jogou nenhuma final com NiKo e terminou no top 4 dos últimos três eventos de que participou. A final da BLAST Premier Spring parece um pouco mais fácil de conseguir, porque são menos partidas que o normal para chegar à grande final. Será que eles estão preparados ou vão entregar apenas mais do mesmo?

Após um começo promissor com dev1ce no Flashpoint Three, onde a NiP ficou em segundo lugar, perdendo para a mousesports, os suecos não mostraram sua melhor forma na IEM Summer. Eles eliminaram a Heroic, forte concorrente para o campeonato, mas foram eliminados pela Virtus Pro antes mesmo da fase eliminatória. Mas foi seu primeiro campeonato com LNZ, o novo jogador recrutado do projeto Young Ninjas da organização. Aos 18 anos, o jogador teve média de 0,90 depois de nove mapas, o que não é muito melhor que Erik “ztr” Gustafsson, que ele entrou para substituir. Será que LNZ vai mostrar que a Suécia tem talento suficiente para a final da BLAST Premier Spring ou será que a NiP vai precisar investir em um jogador mais estabelecido?

Vamos descobrir as respostas para essas e muito mais perguntas durante a semana, com a final da BLAST Premier Spring.

Artigo publicado originalmente em inglês por Leonardo Biazzi no Dot Esports no dia 14 de junho.