7 DE maio DE 2018 - 14:20

Sharks Esports é campeã da ESL LA League de CS:GO e disputará finais da Pro League em Dallas

A organização portuguesa de jogadores brasileiros é a primeira campeã do torneio.
Dot Esports Brasil: Writer and Translator | Redator e Tradutor
preview
Foto via ESL Brasil | Felipe Guerra

Os portugueses desbravaram as terras desconhecidas da ESL LA League.

A organização portuguesa Sharks Esports foi campeã da primeira LA League de CS:GO da história. Os cinco brasileiros que representam a Sharks há quase um ano venceram a Fúria eSports, também do Brasil, por 3-1 na noite do último domingo (6) em São Paulo. A vitória deu à Sharks a inédita vaga sul-americana para as finais mundiais da ESL Pro League em Dallas, EUA.

A Sharks somou só sete vitórias em rodadas contra a Fúria nas duas partidas entre as equipes na fase de grupos (6-16 em Cobblestone, 1-16 em Inferno). O pesadelo da Cobblestone voltou na noite passada quando a Sharks perdeu no mapa por 4-16.

Mas nesse ponto do domingo, a história era outra. Cobblestone foi só o terceiro mapa da série contra a Fúria, que a Sharks vencia por 2-0 (16-14 em Mirage e em Inferno). A vitória da Sharks em Cache por 16-12 depois do susto em Cobblestone os fez campeões da ESL LA League.

O título deu à Sharks Esports a primeira vaga sul-americana para as finais da ESL Pro League. A única forma de ir ao campeonato mundial antes da criação da LA League era por meio dos campeonatos regionais da América do Norte, Europa ou Ásia-Pacífico.

Renato "nak" Nakano é o jogador da Sharks com as experiências internacionais mais relevantes. Ele foi parte da lendária mibr campeã mundial de Counter-Strike na ESWC 2006 em Paris sobre a Fnatic, que já jogava com Patrik "f0rest" Lindberg.

Nakano, hoje aos 30 anos, ainda não teve o mesmo sucesso internacional em Counter-Strike: Global Offensive. Seus companheiros de equipe, que eram crianças quando ele foi campeão em 2006, terão a primeira grande oportunidade de deixar sua marca no cenário mundial do jogo ao lado do veterano.

A Sharks enfrentará os europeus da mousesports em sua primeira partida das finais da Pro League. A mousesports é considerada uma das melhores equipes de CS:GO do mundo, mas teve quedas em desempenho nos últimos campeonatos internacionais. FaZe Clan, Cloud9 e Natus Vincere são outras equipes de peso que também estão no grupo da Sharks.

Os brasileiros precisam ficar entre os três melhores de seu grupo, composto de oito equipes, para avançar para o mata-mata. Se a Sharks ou outra equipe perder duas partidas na fase de grupos, ela será eliminada do torneio.

As finais da ESL Pro League acontecerão de 15 a 20 de maio em Dallas, EUA. A Sharks só poderá enfrentar a SK Gaming de Gabriel "FalleN" Toledo e Marcelo "coldzera" David se as duas equipes avançarem para o mata-mata.

Próximo Artigo