28 DE maio DE 2018 - 19:35

Duas equipes brasileiras garantem vaga para Overwatch Contenders Trials sul-americana

North Lions e Bronzil Budget Gaming House buscarão uma das quatro vagas da Contenders.
Dot Esports Brasil: Writer and Translator | Redator e Tradutor
preview
Imagem via Blizzard Entertainment

Duas equipes brasileiras terão a oportunidade de chegar pela primeira vez à elite do Overwatch sul-americano.

North Lions e Budget Bronzil Gaming House garantiram uma vaga na Overwatch Contenders Trials da América do Sul ao ficarem entre as quatro melhores equipes da qualificatória aberta Overwatch Open Division no último domingo. A Trials é o campeonato que dá acesso à Overwatch Contenders, o maior torneio do jogo no continente.

A North Lions tem parte dos jogadores que já atuaram no cenário profissional de Overwatch como North Lions White. Diferente da North Lions Black, que disputou o Overwatch Campeonato Brasileiro na segunda metade de 2017, a White competiu apenas em campeonatos menores.

A Budget Bronzil Gaming House deixa claro na brincadeira de seu nome que busca ser como a atual campeã da Overwatch Contenders América do Sul, Brasil Gaming House. O "bronze" ficou só no nome, e a equipe garantiu uma vaga inédita para a Contenders Trials.

O narrador brasileiro da Overwatch Contenders Arthur "Vecet" Rage, que também narrou algumas partidas da Open Division, diz que a Budget Bronzil é uma equipe misteriosa. "Não se sabe ao certo quem são os jogadores, se estão treinando ou não, mas eles mostram bastante potencial de melhora dentro de jogo," Vecet disse em conversa com o Dot Esports Brasil.

A Santiago Demons do Chile e a MODODIABLO da Argentina garantiram as outras vagas. As duas equipes têm jogadores antigos no cenário que até já participaram da Contenders.

A Santiago Demons tem o jogador chileno David "debout" Beaupuits, que foi banido da Liga Brasileira de Overwatch em 2016 por uso de cheats. "É um time que todos têm muita suspeita. Não liberaram streams dos jogos quase nunca, só um jogo no último dia quando já estavam classificados," Vecet comenta. "Apesar de tudo isso, eles têm uma dupla de linha de frente que me surpreendeu bastante. Há uma boa dinâmica entre Efextoide e Kracken."

A Mododiablo tem os argentinos Tomás "Pyorn" Cortés e Littekor, que atuaram na Vivo Keyd na primeira temporada da Overwatch Contenders 2018. Vecet destaca que a Ana de Littekor e a dupla que Pyorn faz com seu companheiro Luni na ofensiva devem "brilhar muito" na Trials.

Encore e-Sports, Predators Esports, Dogma e-Sports e Revoltz.NTC e-Sports (ex-Vivo Keyd) também disputarão a Contenders Trials por terem sido rebaixadas da primeira temporada da Overwatch Contenders. Apenas a Predators Esports, do México, não é uma organização brasileira. As quatro fizeram alterações em seus elencos desde o rebaixamento.

Vecet acredita que apenas a Encore e-Sports não terá muita dificuldade de se classificar para a segunda temporada da Overwatch Conteders. "Dogma e Predators terão muito trabalho pelo que demonstraram nos jogos da Contenders," ele disse.

A Revoltz, que adquiriu os jogadores que representaram a Vivo Keyd, passou por uma reestruturação grande em seu elenco. "Não temos como saber muito o estado deles dentro de jogo," Vecet comenta.

As oito equipes abaixo disputarão quatro vagas para a segunda temporada da etapa sul-americana da Overwatch Contenders. O campeonato será em pontos corridos e todas as equipes se enfrentarão uma vez.

  • North Lions (Brasil)
  • Budget Bronzil Gaming House (Brasil)
  • Mododiablo (Argentina)
  • Santiago Demons (Chile)
  • Encore e-Sports (Brasil)
  • Dogma e-Sports (Brasil)
  • Predators Esports (México)
  • RevoltZ.NTC Esports (Brasil)

A Overwatch Contenders Trials terá sua data de início anunciada em breve. Todo o campeonato será jogado na atualização 1.22, duas atualizações mais antigas do que a disponível hoje em jogo.

Atualização 29 de maio às 19h: Uma versão anterior relacionava a equipe North Lions com a antiga North Lions Black. Na verdade, alguns jogadores da North Lions White seguiram com o nome da organização, enquanto a Black deixou de existir e seus jogadores não estão na equipe atual.

Próximo Artigo