8 DE dezembro DE 2017 - 13:47

Os melhores streamers gringos de League of Legends

Não há jogo nos esports que possa competir com a popularidade do League of Legends
Dot Esports Brasil: Writer and Translator | Redator e Tradutor
preview

Não há jogo nos esports que possa competir com a popularidade do League of Legends. Ele tem 100 milhões de jogadores mensais. Seus maiores jogadores, da mesma forma, tem o mesmo nível de seguidores no mundo que se esperaria de qualquer celebridade dos esportes. E a Twitch é onde todos eles se encontram, brasileiros e gringos.

Na verdade, esqueça os esports por enquanto. Os maiores streamers do jogo no exterior estão entre os criadores de conteúdo de games mais populares do mundo. Nunca ouviu falar de um Imaqtpie ("Sou um docinho", que brinca com a frase "I'm a cutie-pie") ou de um Doublelift? Bom, é pra isso que estamos aqui. Está na hora de conhecer os maiores streamers gringos de LoL na Twitch.

Para os fins dessa lista, nosso foco principal são os streamers gringos que jogam só League of Legends ou que têm o jogo como seu foco principal.

Imaqtpie

Michael “Imaqtpie” Santana passou mais de três anos como AD carry profissional pela Team Dignitas antes de deixar a League Championship Series da América do Norte (LCS NA). Em seu ápice, Imaqtpie foi considerado um dos melhores em sua função na América do norte, e junto com Alan “Kiwikid” Nguyen formou um dos mais famosos duos na rota inferior da história do jogo.

Mas foi a personalidade de Imaqtpie que definiu seu lugar no cenário e foi a faísca de sua imensa popularidade como streamer (ele tem mais de 1,6 milhão de usuários na Twitch). Para sempre descontraído (e para sempre sem vergonha de ser assim), a afinidade de Imaqtpie com a nata dos memes mais épicos e tudo mais que os acompanha, como seu gato com o nome perfeito de "Gatinho", só o ajudam a ser ainda mais querido pelas dezenas de milhares de pessoas que o assistem todos os dias ao vivo.

Doublelift

Um dos jogadores há mais tempo em atuação no cenário profissional de League of Legends, Yiliang “Doublelift” Peng jogou primeiro na CLG antes de mudar para a TSM.

O Doublelift é muito aberto em relação às suas emoções e não tem medo de expressar sua opinião. Mesmo ficando perplexo com seus oponentes das filas solo ou em dupla, o Doublelift também é conhecido por ficar exageradamente afobado e por suas reações frenéticas quando é a hora de tê-las.

Faker

O melhor jogador do mundo só chegou há pouco tempo na Twitch após sua equipe, a SK Telecom T1, ter encerrado uma parceria de longa data com a Azubu.

Lee “Faker” Sang-hyeok bateu recordes em seu primeiro dia de transmissão e desde então se tornou um streamer frequente. Ele tem um cronograma definido e oferece ao mundo um gostinho de como o melhor jogador do mundo atua.

No começo, a transmissão era preparada para fornecer uma tradução para o inglês aos espectadores. Mas agora, Faker fala e joga em coreano, e legendas em inglês ficam disponíveis depois no canal do YouTube do jogador.

TheOddOne

Brian “TheOddOne” Wyllie é outro profissional aposentado que construiu sua fama logo após anos jogando como caçador da TSM. Como o Imaqtpie, ele era considerado um dos melhores de sua região no ápice. Apesar do TheOddOne ainda ser parte da organização SoloMid, ele escolheu deixar de ser um jogador ativo em 2014.

TheOddOne não faz rodeios para mostrar que seu nome o descreve como nenhum outro ("Aquele estranho", em português). Chamado com carinho como “O General” por seus seguidores, seus comentários que vão e vêm e o óbvio desdém de TheOddOne por muitos de seus aliados infelizes criam uma experiência bem diferente das streams padrões de League of Legends para os espectadores, e sua proeza na selva continua afiada o suficiente para proporcionar um ótimo show.

Bjergsen

Não existe forma mais direta de se tornar popular nas suas transmissões do que ser o melhor de todos, ao menos se falamos da League Championship Series. Essa é uma afirmação que Soren “Bjergsen” Bjerg pode fazer com tanta tranquilidade quanto qualquer um.

O jogador do meio da Team SoloMid joga em um nível tão alto que seus aliados, muitas vezes, fazem o jogo rodar em torno dele para garantir que ele os carregue para a vitória. Mesmo simples, essa estratégia se provou bastante efetiva na LCS graças à habilidade pura de Bjergsen.

O que chama atenção para sua stream é simples. Se você quiser ver o melhor do ocidente, você assiste ao Bjergsen.

Dyrus

Outro profissional da TSM, Marcus “Dyrus” Hill se tornou um streamer em tempo integral após se aposentar do competitivo depois do Mundial de 2015. Dyrus é um streamer divertido que de vez em quando aceita desafios interessantes como jogar todos os campeões ao menos uma vez na rota do topo, em ordem alfabética.

Se você gosta de um ex-jogador profissional que bota músicas de anime para tocar durante partidas de extrema intensidade, Dyrus está aí para você. Ele sempre conversa com seus espectadores e leva com consideração as sugestões desses sobre com que campeão jogar na partida, até mesmo nas ranqueadas.

Annie Bot

Jared “Annie Bot” Carr é, como parece pelo nome, um jogador de elo alto que quase só joga de Annie no League of Legends.

Você quase nunca verá Annie Bot jogar qualquer outra coisa na sua transmissão, independente das composições ou rotas. Sua stream se destaca com o espetáculo de uma campeã só e seus espectadores se amontoam para ver o quão longe um jogador pode chegar no cenário competitivo contra os melhores da história só com a Annie.

Adam Newell contribui com esse texto.

Observação: Esse artigo será atualizado à medida que novos streamers deixarem sua marca no cenário.

Próximo Artigo