20 DE fevereiro DE 2018 - 13:46

SirT domina objetivos com Skarner e Zac em vitória do Flamengo sobre IDM Gaming no Circuito Desafiante

Na sua estreia pelo Circuitão, o Flamengo suou para vencer a IDM.
Dot Esports Brasil: Writer and Translator | Redator e Tradutor
preview
Foto via Flamengo eSports

O Flamengo fez sua estreia no Circuito Desafiante 2018 do CBLoL na noite dessa segunda-feira (19). A equipe de estrelas com Felipe "brTT" Gonçalves e Thúlio "SirT" Carlos, acostumados com grandes finais do Campeonato Brasileiro de League of Legends e torneios no exterior, venceu a Ilha da Macacada Gaming por 2 a 0 em partidas muito semelhantes.

No primeiro jogo, SirT abusou de seu Skarner na selva para acumular ouro e o primeiro Dragão Infernal pouco antes dos quatro minutos de jogo, antes até de o primeiro abate da partida acontecer. A IDM respondeu na rota de baixo com o first blood pouco depois.

Esses primeiros minutos definiram os estilos de jogo que cada equipe seguiria até o fim. A IDM queria crescer rápido com abates em torno da iniciação do Gnar de Gustavo "Name" Rodrigues e a Tristana de Matheus "Sarkis" Guimarães, e até abriu uma boa vantagem com isso ao vencer lutas de início de jogo. O Flamengo pressionava os Dragões e Barões com o Skarner de SirT para acumular os bônus que poderiam garantir um fim de jogo poderoso.

Aos 30 minutos, o Skarner de SirT já havia dominado por completo os objetivos de criaturas com a ajuda de seus aliados e ajudou o Flamengo a conquistar seu quarto dragão (três infernais, um do oceano) e um Barão. Nesse ponto, a IDM ainda não havia feito abates em sequência o suficiente para contestar as investidas que o Flamengo fazia e, em vez de focar seu jogo em atrapalhar a estratégia do rubro-negro, que começou o jogo frágil, se perdeu na partida. Name começou a ser forçado desde os 20 minutos a iniciar lutas com metade da vida graças às poderosas Estrelas Desviadas da Zoe de Danniel "Evrot" Franco do Flamengo.

Com muitos bônus e pouca contestação, o Flamengo pegou um segundo Barão enquanto Name pressionava a rota inferior e venceu as lutas seguintes para fechar o jogo.

A segunda partida seguiu uma história parecida. SirT escolheu Zac para a selva, o que atrasou seus objetivos em comparação ao primeiro jogo. A falta dos três dragões infernais também deixou o Flamengo menos interessado nessas investidas iniciais. A IDM abriu uma vantagem grande em ouro com abates, maior que a da partida anterior, e focou de novo seu jogo em lutas de equipe.

Ainda assim, SirT foi o ponto central do jogo do Flamengo e conseguiu um roubo do Barão essencial aos 26 minutos. Com Zac, ele pulou detrás do covil e conseguiu o golpe final sem ser abatido ou comprometer seus aliados que o apoiavam pelas laterais. Esse foi o início da virada de sua equipe naquela partida.

Como em uma retrospectiva da primeira partida, o Flamengo cresceu com os objetivos que dominou no meio e fim de jogo graças à pressão de SirT. Eles somaram quatro dragões (dois das nuvens, um do oceano e um da montanha) e dois barões (um na investida final) para anular a vantagem que a IDM havia conseguido com lutas de início de jogo. De novo sem conseguir aproveitar o ouro adicional que havia conseguido com abates, a IDM tentou contestar a rota inferior com a Fiora de Name no meio de jogo e chegou ao mesmo resultado da primeira partida: uma terceira torre derrubada, um inibidor inimigo com metade da vida e uma luta vital perdida. A noite foi dos urubus.

O Circuito Desafiante continua nessa terça-feira com Operation Kino vs. 5Fox às 19h e T Show vs. Iron Hawks e-Sports na sequência. Todas as partidas podem ser assistidas na Twitch da Promo Arena.

Próximo Artigo