18 DE junho DE 2018 - 19:52

FaZe vence mousesports em 5 mapas e é campeã da ESL One Belo Horizonte

Os gigantes europeus conquistaram seu segundo título de 2018.
Dot Esports Brasil: Writer and Translator | Redator e Tradutor
preview
Foto via ESL

Depois de mais de cinco horas consecutivas de Counter-Strike ao extremo, a FaZe Clan se tornou a campeã do evento de US$200.000 neste fim de semana da ESL One Belo Horizonte.

Os gigantes europeus derrotaram a Mouz na grande final do evento brasileiro com um placar de 3-2 na série. Mousesports esclheu Inferno e Train como seus mapas, enquanto a FaZe escolheu Cache e Mirage. Dust II foi o mapa decisivo que sobrou após o processo de veto.

Veja também: SK Gaming e Liquid são eliminadas nas semifinais da ESL One Belo Horizonte; FaZe e Mouz fazem final

Com um início de 5-2 na Inferno, Chris "chrisJ" de Jong acidentalmente matou seu alido Martin "STYKO" Styk durante uma execução em uma rodada anti-eco, e depois perdeu um confronto em desvantagem na mesma rodada. A mouz parecia ter ficado totalmente em choque depois disso e perdeu quase todas as rodadas seguintes. A FaZe venceu Inferno por 16-6.

A FaZe continuou a dominar a Mouz na Cache com um início por 11-0, antes de a Mouz enfim acordar. Apesar de ter perdido a primeira metade por 11-4, a Mouz conseguiu uma recuperação fenomenal no lado terrorista e acabou vencendo a Cache por 16-14 graças à má gestão de economia da Faze no fim da partida. Tudo isso não teria sido possível sem um ChrisJ redentor com uma vitória em um contra três com AWP quando o placar era 11-14.

Com a série empatada, ambas as equipes pareciam ansiosas enquanto sentiam a pressão vir no mapa três, Train. A Mouz quebrou as defesas da FaZe tijolo por tijolo a cada rodada para abrir 11-4. A FaZe fez o mesmo com o lado contra-terrorista da Mouz, até reiniciar a economia 14-12. Mesmo com Nikola "NiKo” Kovac ter liderado o servidor com 26 eliminações, a Mouz ainda saiu com a vitória por 16-12.

A FaZe comandou a primeira metade da Mirage por 11-4, enquanto a Mouz tentou superar o déficit uma rodada por vez depois na segunda metade. Em vão, nada foi suficiente para superar o lado CT da FaZe cheio de estrelas. Ladislav "GuardiaN" Kovacs foi um componente importantíssimo para a vitória de sua equipe no mapa quatro com 24 eliminações, 14 delas com uma AWP.

Dust II, que foi a decisão da série, foi uma disputa páreo a páreo, e cada rodada teve resultados imprevisíveis. A Mouz liderou a primeira metade por 8-7, depois de um lado terrorista que foi fortemente focado em ofensivas no bomb A. Então a FaZe venceu a segunda rodada de pistola. ChrisJ conseguiu uma eliminação em quatro na primeira rodada de rifles, mas Havaard "rain" Nygaard da FaZe rapidamente respondeu com uma vitória um contra dois na mesma rodada. Mais três vitórias da FaZe em rodadas armadas, além de uma retomada complicada em três contra três na rodada final, os levou a finalmente ganhar a Dust II por 16-9, o que os deu o troféu na frente da torcida brasileira. NiKo posicionou sua bomba número 30 para encerrar a série.

A ESL One Belo Horizonte foi o segundo campeonato que a FaZe venceu este ano, que veio na sequência da vitória na IEM Sydney no mês passado. Mesmo tendo Jorgen "cromen” Robertsen como substituto de Olof “olofmeister” Kjajber, eles ainda conseguiram superar momentos de alta pressão quando eram importantes, em especial contra uma equipe forte como a Mousesports. Agora a FaZe mudará seu foco para o próximo evento internacional em julho, a ESL One Cologne, onde eles buscarão derrubar a maior ameaça à sua supremacia mundial no CS:GO, a Astralis.

 

Próximo Artigo