16 DE junho DE 2018 - 21:06

Gob b: "Esperamos no futuro poder nos adaptar [ao smooya]"

O capitão da BIG reconhece a falta de experiência da equipe.
Dot Esports Brasil: Writer and Translator | Redator e Tradutor
preview
Foto via DreamHack

A BIG lutou até o fim na ESL One Belo Horizonte, mas sua vida no torneio foi encerrada pouco antes do mata-mata.

A equipe de maioria alemã ficou na terceira colocação no grupo do evento brasileiro de US$200.000 e perdeu para a Liquid duas vezes enquanto venceu a equipe da casa Não Tem Como. Com o novato do reino Unido Own "smooya" Butterfield ajudando no departamento das eliminações como AWP principal, a BIG tem como missão o próximo grande evento, ESL One Cologne, onde eles estarão em casa junto com algumas das maiores equipes do mundo.

O Dot Esports conversou com o capitão da BIG Fatih "Gob b" Dayik um dia depois de sua equipe ser eliminada da ESL One Belo Horizonte.

Vocês jogaram com a NTC e os eliminaram. O que vocês acham que deu certo contra eles naquela partida, em especial na Dust II?

Gob b: Acho que eles são uma equipe nova como a nossa. Eles também erram como erramos no primeiro mapa [Train]. Acredito que tínhamos um melhor conjunto de mapas para jogar, sendo sincero, e estávamos muito confiantes no terceiro mapa, Dust II. Só precisávamos vencer Overpass [o segundo mapa]. Tivemos um pouco de sorte e ganhamos boas rodadas em desvantagem, e foi isso que deu certo para nós.

A NTC disse que jogaram contra vocês no boot camp deles na Alemanha e destruíram vocês na Dust II. Você lembra se isso aconteceu?

Acho que jogamos contra eles na Dust II. Não acho que eles nos destruíram se lembro bem. Mas sendo sincero, estávamos muito confiantes na Dust II. Acho que não temos medo de enfrentar ninguém na Dust II. Então se lembro bem, também conversamos antes da Dust II e dizemos "Ei, lembrem de como eles jogam." Talvez tenhamos aprendido algo com isso, que tivemos um pouco de sorte, como eu disse. Então não sei. Não consigo lembrar mesmo disso 100 por cento.

Apesar de seus altos e baixos e considerando que vocês ainda estão participando de mais torneios internacionais, o que você acha que ainda precisa melhorar com esse time?

Claro, precisamos de mais experiência de palco. Erramos muito contra a Liquid. Erramos muitas smokes que não deveríamos ter errado. Então no geral, penso em experiência. Mudaremos nosso estilo de jogo um pouco nos próximos campeonatos. Só precisamos aprender e conseguir a experiência que precisamos.

Como tem sido a transição de smooya para o elenco? Como tem sido para ele se adaptar ao seu estilo de jogo e vice-versa?

No momento, é mais ele se adaptando a nós. Esperamos no futuro poder nos adaptar a ele. Ele sabe muito bem jogar seu próprio estilo... Então é um problema com uma nova equipe achar nosso ritmo primeiro. E acredito que precisaremos de torneios grandes para achar esse ritmo. E depois, estaremos mais confortáveis de jogar no palco.

Quais são seus planos e principais objetivos no curto prazo com a equipe?

No futuro próximo, a coisa mais importante é a ESL Cologne. Depois disso, vamos tirar uma folga. Teremos uns nova dias. Quando voltarmos do Brasil, vamos rever todas as nossas coisas, o que aprendemos nesse torneio e esperamos fazer melhor em Cologne. E depois disso, nos concentraremos no Major. Esse meio que será o ritmo dos nossos próximos dois meses. [Queremos fazer] uma boa Cologne e depois descansar.

Próximo Artigo