16 DE abril DE 2018 - 18:54

Desenvolvedores de Hearthstone pensam em alterar Calafrarte

O lacaio lendário tem feito grandes estragos no jogo.
Dot Esports Brasil: Writer and Translator | Redator e Tradutor
gallery
1 of 2
gallery

A mais recente expansão de Hearthstone, Bosque das Bruxas, adicionou 135 novas cartas ao jogo. Conforme os jogadores começaram a fazer experimentos para descobrir o novo meta, uma carta em particular tem causado muitos problemas no jogo.

Calafrarte é um lacaio lendário de Xamã que custa nove de mana e tem uma presença de campo 6/6. O problema com a carta até agora é seu Grito de Guerra, que repete todas as outras habilidades de Grito de Guerra que o jogador tenha feito acontecer naquela partida. A carta em si não causa problemas, mas a forma com a qual ela interage com outras cartas de Xamã é o que tem sido o principal problema.

Imagem via Blizzard Entertainment

Quando combinado com Rezinga, o Treme-mundo, existe a oportunidade de jogar múltiplos Calafrartes em um turno, já que é possível jogar a carta de volta para a mão com Rezinga. Quando se joga vários Calafrartes em um turno, as animações podem levar um tempo absurdamente longo para acabarem. Se as animações demorarem demais, algumas vezes isso deixa o oponente sem tempo para jogar seu turno, o que cria uma vantagem injusta.

Dean "Iksar" Ayala, um designer sênior na Blizzard e o designer-chefe de balanceamento de Hearthstone, tuitou que sua equipe ouviu todos os comentários dos jogadores no fim de semana para determinar como balancear a carta nessa semana. Apesar de Iksar não ter dito o que a Blizzard fará com a carta, ele disse que ficará de olho em quanto tempo as animações demoram para acontecer e como o baralho é jogado como um todo.

Os fãs de Hearthstone estão impressionados em ver a Blizzard de olho em uma das mais novas cartas de Bosque das Bruxas.

Próximo Artigo