6 DE março DE 2018 - 16:40

A Atualização 8.4 matou Lee Sin—e a Riot ainda pode salvá-lo

Descanse em paz, Faca do Rastreador.
Dot Esports Brasil: Writer and Translator | Redator e Tradutor
preview
Imagem via Riot Games

Lee Sin tem estado em uma queda constante desde que a pré-temporada começou em novembro, mas quando a Atualização 8.4 chegou há duas semanas, seu desempenho caiu e foi dizimado em uma nova baixa histórica. Ele é agora um dos campeões menos bem-sucedidos em League of Legends, de acordo com o site de estatísticas Champion.gg.

Lee já estava em declínio devido a não se misturar bem com as novas runas como outros campeões na selva têm feito. Depois que a Riot removeu a Faca do Rastreador na 8.4, seu destino foi selado. Após a remoção da Pedra da Visão na Atualização 8.2, a Faca do Rastreador era seu único meio de pular em sentinelas sem usar as sentinelas básicas. Sem isso, ele está perdido.

Sua taxa de vitórias já estava abaixo da média, em 48 por cento, antes de a 8.4 chegar, e teve uma queda para 47 por cento do dia para a noite após o lançamento da atualização. Para piorar a situação, sua porcentagem de partidas jogadas agora é de apenas seis por cento, a mais baixa nos últimos dois anos com uma grande folga. Lee Sin foi antes um dos campeões mais populares tanto nas filas solo quanto em partidas profissionais, e agora não há nenhuma dúvida de que ele precisa de um pouco de amor das equipes de balanceamento e design da Riot.

A única pergunta é: O que pode ser feito? Sem a Faca do Rastreador e a Pedra da visão, a esperança parece ter morrido. Mas não se preocupe, há algumas opções decentes para explorar nas próximas atualizações.

Para compensar o fato de que Lee simplesmente tem muito menos utilidade do que antes, a maneira mais fácil de consertá-lo é com um buff direto em dano ou em tempo de recarga em sua habilidade principal, Onda Sônica / Ataque Ressonante. Esta é a opção mais simples, já que reforça os pontos fortes de Lee Sin diretamente. Em geral, melhorar uma habilidade como esta em qualquer campeão pode ter graves conseqüências (elas são OP, meu amigo), mas neste caso, pode ser necessário.

Com apenas uma fração dos saltos em sentinela que ele costumava ter, o estilo de jogo de Lee Sin está muito diferente, o que significa que grande parte de sua utilidade agora vem de seu Q em vez de seu W, e o Q poderia ser mais forte.

A segunda opção, e nossa favorita, é uma mudança pesada em seu E, Tempestade / Mutilar. De todas as habilidades de Lee, seu E parece a menos satisfatória. Seu Q, W, e R fazem Lee parecer o mestre cego mal encarado das artes marciais que ele é, mas a pancada genérica em área e pouco impactante de seu E fica abaixo da expectativa. Talvez essa queda drástica no desempenho possa ser a desculpa que as equipes de design precisem para refazer seu E, adicionando algum poder a essa parte de seu conjunto de habilidades que foi eliminada de seu W.

A terceira opção é a mais perigosa para a saúde do jogo, mas talvez seja a correção mais fácil e óbvia para implantar. Só adicionar uma sentinela para cada item da selva, apenas uma sentinela, seria suficiente para ajudar (e muito) Lee Sin. Seria garantir que ele tem pelo menos uma sentinela para pular em cada luta, mas evitaria a catástrofe do abuso de visão que a Faca do Rastreador causou por fornecer metade da quantidade de sentinelas.

O risco é claro. Adicionar até um pouco de visão a todos os caçadores no jogo poderia desfazer o plano da Riot quando removeram a faca do rastreador, mas seria um meio-termo para ajudar Lee, que está triste de tão fraco no momento.

Não importa o que aconteça, algo precisa acontecer em breve. Ele está na sarjeta.

Próximo Artigo