Wizards of the Coast responde a críticas sobre colaboração de Magic com The Walking Dead

Os fãs veem o produto como uma possível manobra arriscada.

Imagem via Wizards of the Coast

Três dias depois de uma reação negativa generalizada da comunidade em relação aos detalhes da colaboração entre The Walking Dead e Magic: The Gathering, a Wizards of the Coast respondeu às críticas durante uma transmissão ao vivo no canal de Magic na Twitch.

Os drops da Secret Lair de The Walking Dead serão revelados na íntegra em um episódio especial do Talking Dead, à meia-noite BRT de 5 de outubro, e a pré-venda começa logo depois. O produto vai custar 49,99 dólares (equivalente a mais de 250 reais) e ficará disponível no site oficial da loja da Secret Lair.

Pode parecer igual a qualquer outro drop da Secret Lair, com cartas promocionais especiais por tempo limitado, mas os fãs de Magic ficaram preocupados com os maus precedentes que este lançamento específico abriria e comentaram isso nas redes sociais.

As cartas promocionais de outras parcerias costumam ter bordas prateadas, mas as novas cartas de The Walking Dead têm borda preta e são legalizadas em formatos permanentes. A mudança irritou os fãs, que questionaram o fato de a Wizards lançar cartas únicas em um produto limitado como a Secret Lair. 

A resposta dos fãs foi parecida com a reação ao fato de Nexo do Destino ser uma carta jogável que estava disponível apenas em pacotes promocionais. E as novas cartas da Secret Lair abrem a possibilidade de erros parecidos por parte da Wizards. Os fãs também se preocuparam com a inclusão de The Walking Dead no ambiente de jogo de Magic e com o futuro das parcerias ser de cartas jogáveis de borda preta.

Blake Rasmussen, gerente sênior de comunicação da Wizards of the Coast, conversou com Mark Heggen, arquiteto de produto, e Aaron Forsythe, diretor de Magic R&D, em uma transmissão ao vivo para responder às preocupações dos fãs e falar sobre o futuro da Secret Lair.

Sobre a crítica ao fato de as cartas serem legalizadas em formatos permanentes, Forsythe disse que a decisão fez sentido para eles, porque as cartas de The Walking Dead fizeram sentido como algo que se encaixaria no Magic. A ideia é diferente de cartas promocionais como as de Ponies: The Galloping, uma colaboração com My Little Pony, onde as cartas, de bordas prateadas, eram limitadas em si e não foram feitas para jogar com as regras padrão de Magic.

“O mundo é meio que relacionado a Magic, um mundo cheio de zumbis e combate. Não foi difícil imaginar como seriam as cartas”, disse Heggen.

Caso as cartas de The Walking Dead acabem tendo alta demanda quando forem jogáveis, Heggen explicou que é possível que a Wizards produza cartas que funcionem da mesma forma, mas cuja arte seja dentro do universo de Magic. Heggen não bateu o martelo, mas deixou a porta aberta para a possibilidade.

“É algo que podemos fazer”, explicou Heggen. A Wizards não vai, nunca mais, produzir as cartas do drop da Secret Lair de The Walking Dead com a mesma arte, e reforça que a ideia é manter as cartas como exclusivas do evento.

Forsythe disse que a ideia não é que as cartas da Secret Lair sejam jogáveis em formatos competitivos permanentes. O público-alvo do produto são os fãs casuais e do Commander. “O objetivo é que sejam novidades divertidas para testar”, explica Forsythe.

Forsythe também mencionou as preocupações de que parcerias se tornassem algo comum demais em Magic e diluíssem a história ou tirassem a essência do jogo. Forsythe disse que Magic é duas coisas: um sistema de jogo e uma propriedade intelectual. Ele disse que a Secret Lair de The Walking Dead é um exemplo de tentar separar o sistema de jogo da propriedade intelectual. A Wizards, segundo Forsythe, já separou a propriedade intelectual do sistema de jogo antes, através dos quadrinhos.

Heggen ainda explicou que nenhuma das cartas de The Walking Dead e colaborações futuras farão parte do cânone de Magic. Todas as cartas do estilo terão um selo diferenciado para sinalizar que não fazem parte da propriedade intelectual da Wizards, nem da história de Magic.

Captura de tela via twitch.tv/magic

Ainda sobre o futuro das Secret Lairs, Heggen fez questão de frisar que a Secret Lair ainda é o lugar para reimpressões mais nichadas que não se encaixem em coleções e produtos maiores. Segundo Heggen, a Secret Lair vai continuar sendo algo direto ao consumidor, porque eles acreditam que os drops servem a um nicho e não funcionariam tão bem com o modelo de distribuição das coleções maiores.

Artigo publicado originalmente em inglês por Xavier Johnson no Dot Esports no dia 01 de outubro.