Torneio Old School de Las Vegas mostra o lado obscuro de Magic: The Gathering

Outro profissional é acusado de trapaça.

Imagem via Vintage MTG e Brian Weissman

As acusações de trapaça deram as caras em Magic: The Gathering outra vez, agora em um torneio casual de Old School no MagicFest em Las Vegas.

O que deveria ser um torneio divertido e casual durante o MagicFest de Las Vegas acabou virando “Magic antigo” demais. Pouco depois de vencer o torneio, o jogador de Magic Brian Weissman foi exposto por trapaça no Twitter.

Ele foi acusado de incluir um Círculo de Proteção a mais na última partida, e as provas incluem uma foto da lista de cartas de Weissman antes do torneio, que era diferente do baralho que ele usou nas finais. A princípio, Weissman se defendeu, dizendo que a foto da lista de cartas era de um baralho de testes.

“Pedi que ele fotografasse minha lista provisória, que era o que eu queria que fosse a público”, disse Weissman no Twitter.  “Não existe uma regra que exija que você tire fotos da sua lista, não registramos baralhos nem nada. Podem guardar as forquilhas.”

Mas as forquilhas continuaram voando, incluindo em um tweet da ChannelFireball (CFB), organizadora do torneio Old School e do MagicFest de Las Vegas.

No fim das contas, Weissman respondeu no Twitter que iria desistir da posição de campeão do torneio de Magic Old School e devolver o troféu. Defendendo sua inocência, Weissman diz que desistiu por ser a coisa certa a fazer.

Weissman conhece bem o Magic e as regras dele. Como criador do “The Deck” em 1996, ele ajudou a moldar como os baralhos de Controle são jogados hoje. Ironicamente, a lista de cartas de seu The Deck, de 1996, incluía dois Círculos de Proteção na reserva.

Se Weissman trapaceou de propósito com o segundo Círculo de Proteção ou se ele se passou, não importa. Há algum tempo, especialmente na época em que Weissman criou The Deck, trapacear era comum em torneios de Magic (casual e Profissional). 

É o lado obscuro de Magic que ninguém quer que volte. E, mesmo assim, não é o primeiro caso de trapaça do último ano. Diversos torneios menores tiveram denúncias nas streams da Twitch e a mancha feita por Yuuya Watanabe no Campeonato Mítico II ainda está fresca na memória da comunidade de Magic.

Weissman fez a coisa certa quando devolveu o título, mesmo que tenha precisado de persuasão da comunidade de Magic no Twitter. E a CFB está seguindo no caminho certo ao convidar os jogadores do torneio Old School para duelar novamente e refazer a classificação.

O MagicFest Las Vegas terminou ontem e podia ser visto na Twitch da CFB

Artigo publicado originalmente por Danny Forster em inglês no Dot Esports no dia 25 de agosto.