Atualização de setembro de Rocket League adiciona conexão com a Epic Games e progressão multiplataforma para lançamento gratuito

Você vai precisar de uma conta da Epic Games para jogar Rocket League, mesmo na Steam.

Imagem via Psyonix

Rocket League deu passo grande em direção ao seu modelo gratuito. A atualização de setembro cimentou a base da mudança, implementando a conexão com a Epic Games e a progressão multiplataforma, mas consolidou a relação entre a Epic e a Steam em Rocket League.

A atualização também introduziu o status de Legado para os jogadores que já fizessem parte da comunidade antes do lançamento do gratuito, uma forma de exibir seu status de veterano com bônus e cosméticos, e trouxe uma série de mudanças a Rocket League antes do lançamento gratuito, em 23 de setembro.

Conta Epic e Progressão Multiplataforma

Ao abrir Rocket League depois da atualização, você vai ver uma mensagem pedindo para conectar sua conta a uma conta Epic Games. A medida faz parte do sistema de progressão multiplataforma da Epic, que permite que você compartilhe sua progressão, seu inventário, seu progresso no Rocket Pass, seu ranque no Competitivo e mais, independentemente de onde fizer login.

Na prática, no entanto, isso significa que os jogadores de PC serão obrigados a conectar suas contas da Steam a contas Epic Games para poder jogar. Isso havia sido confirmado no mês passado por um funcionário da Psyonix.

“Você vai precisar de uma conta Epic Games para jogar na Steam”, escreveu ele. “Você não precisa, no entanto, criar uma conta completa com informações pessoais como email e senha. Ao abrir Rocket League, você poderá criar uma nova conta que seja apenas associada ao seu perfil na Steam com apenas um clique, sem precisar de mais informações.”

Como parte das mudanças para o multiplataforma, as trocas vão exigir que suas contas da Epic Games estejam conectadas, e você vai precisar comprar ao menos 500 Créditos ou equivalente antes de trocar para evitar fraudes. Jogadores com status de Legado, segundo a Psyonix, estão “isentos do requerimento”.

A interface entre a Epic Online Services e Rocket League enfrentou problemas de conexão depois da atualização, mantendo os jogadores na tela de login.

Status de Legado

Os jogadores que já fizerem parte da comunidade de Rocket League antes de o jogo ficar gratuito terão status de Legado, que concede alguns itens cosméticos especiais. Contas Legado receberão o boost Golden Cosmos, as ridas Dieci Oro, o banner de jogador Huntress e o título “Est. 20XX”, que mostra o ano em que sua conta foi criada. Jogadores Legado também recebem uma versão especial “Legado” de cada item Comum do jogo e acesso a DLCs originais.

Melhorias aos Torneios

A atualização de setembro trouxe melhorias ao Torneio, que terá uma fase de testes antes da mudança para o gratuito. O novo sistema “oferece Torneios Competitivos automatizados em certos horários do dia por região” e concede Créditos do Torneio com base na sua colocação e na dificuldade dos seus oponentes. Você pode trocar os créditos por Cups, que concedem um cosmético cada uma.

Você pode participar de quantos torneios quiser por semana, mas Rocket League dará créditos a mais para os que ficarem entre os 3 melhores colocados da semana, como nas Vitórias Semanais.

Alterações a Itens, Apoie um Criador, Caixa de Colisão da Merc, Atalhos

Como parte da mudança para o gratuito, itens Comuns passam a ser Incomuns. Novos jogadores poderão obtê-los no novo sistema de Drops, mas os jogadores Legado terão uma versão separada deles. Itens cosméticos Incomuns, Raros e Muito Raros também não aparecem mais depois de partidas até que Rocket League implante o sistema de Drops com a atualização para o gratuito.

O novo recurso Apoie um Criador permite que os jogadores mostrem apoio a seus criadores favoritos dentro do jogo. Você pode usar um “código de criador” na Loja de Itens, e funciona como uma espécie de comissão: aquele criador recebe uma parte do que você gastou enquanto o código estiver ativo, sem nenhum custo adicional para você.

Rocket League também terá uma nova caixa de colisão específica para a Merc, que é “mais alta e mais estreita” que os outros veículos. Antes, a Merc usava a mesma caixa de colisão do Octane, mas a Merc é mais alta que o Octane.

As configurações do controle também receberam alguns ajustes. O bate-papo por voz está desabilitado por padrão, e os novos atalhos de teclas acomodam o Air Roll, um atalho importante que estava configurado para o botão de frear.

Quem joga no teclado também terá um novo recurso personalizado. A configuração de segurança aérea (Aerial Safety) evita que os carros se desestabilizem no ar ao segurar o acelerador (padrão W) até que outras entradas sejam reconhecidas. Sem essa configuração, você precisaria soltar o W assim que saltasse, para não correr o risco de afetar sua trajetória. A nova opção reduz a curva de aprendizado de Rocket League, o que é uma mudança necessária para um jogo que vai passar a ser gratuito.

Artigo publicado originalmente em inglês por Pedro Peres no Dot Esports no dia 16 de setembro.